Esportes

Time paulista faz marketing e contrata veteranos de MS Müller e Alex Dias

Estratégia gerou a contratação de dois sul-matogrossenses e outras estrela para conquistar o público

Midiamax Publicado em 10/02/2015, às 21h50

None
muller-700.jpg

Estratégia gerou a contratação de dois sul-matogrossenses e outras estrela para conquistar o público

Certamente você pouco ou nunca ouviu falar do Fernandópolis Futebol Clube, clube da quarta divisão paulista, que representa a cidade de 67 mil habitantes, com o mesmo nome. Para chamar a atenção do público a estratégia de marketing da Diretoria foi contratar nomes de peso, que já andavam esquecidos ou até aposentados mas que fizeram história no futebol brasileiro.

Para a temporada o presidente do clube, Jerry Messias Falcão trouxe para o Fefecê atletas que já conquistaram o título nacional com camisas tradicionais. Maurinho ex-lateral do Santos, no título brasileiro de 2002, que despontou Robinho e Diego para o mundo foi uma das aquisições do Fernandópolis. As outras duas contratações de barulho foram de jogadores consagrados que nasceram em Mato Grosso do Sul.

Muller, irá vestir a camisa do Águia, mesmo com os seus 49 anos. No currículo passagens pelos quatro grandes de São Paulo, times da Itália e Japão, além da camisa da Seleção Brasileira. A grande fase rendeu os campeonatos mundiais pelo Tricolor Paulista em 1992 e 1993.
No ataque ao lado de Muller jogará o artilheiro Alex Dias que foi bi-brasileiro, conquistando a façanha pelo Cruzeiro de Luxemburgo em 2003 e pelo São Paulo de Muricy em 2008. 

“Pelo regulamento do campeonato, só podemos ter três jogadores acima dos 23 anos. E é assim que queremos montar o time. A partir dos nomes conhecidos, trazer jogadores para que possamos fazer um campeonato digno das tradições do clube”, afirmou o presidente em entrevista sobre as contratações, conforme o Uol. 

Na história do Fernandópolis poucas glórias: apenas  dois Campeonatos Paulista da Série B1 (1979 e 1994). A média de público é boa no Estádio Cláudio Rodante, onde o clube até vai bem em fases preliminares mas costuma ‘amarelar’ em fases eliminatórias. Terra de mulheres bonitas a cidade fica próxima a divisa entre os Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, estando a 541 Km de Campo Grande. 

Jornal Midiamax