Esportes

Show que nada! Argentina supera Jamaica em ritmo de treino

Seleção argentina mais uma vez não deu show e venceu apenas por 1 a 0

Midiamax Publicado em 20/06/2015, às 22h37

None
higuainapontagolnatachapisarenkoap.jpg

Seleção argentina mais uma vez não deu show e venceu apenas por 1 a 0

Messi e companhia nem precisaram se esforçar tanto neste sábado para a Argentina vencer a fraca seleção da Jamaica, pela terceira rodada do Grupo B da Copa América 2015. Já classificada para as quartas de final do torneio internacional, a equipe de Tata Martino não deu show e, mais uma vez, errou muito, mas mesmo assim venceu por 1 a 0 o país da América Central. Veja todos os detalhes do jogo aqui.

Os jamaicanos, por sinal, quase nem passaram perto do gol de Romero. Bastante diferente da “previsão” do técnico da seleção, que havia afirmado que a Argentina iria assistir ao DVD de seus jogadores, em provocação ousada à atual vice-campeã mundial. O comandante Winfried Schäfer ainda disse que atacaria os adversários, mas, bom, não foi bem assim.

Em certa altura no primeiro tempo, os argentinos chegaram a ter absurdos 92% de posse de bola. O gol de abertura do placar, marcado em ótima finalização de Higuaín logo aos 10min do primeiro tempo, deu a impressão de que uma goleada viria. Mas também não foi bem assim: a Argentina, que fechou o primeiro tempo com 80% de posse de bola, abusou dos erros e teve incrível dificuldade para ampliar.

A postura neutralizadora da Jamaica ganhou o apoio dos chilenos, que gritaram o nome da seleção caribenha intercalado com gritos de “Chile”. O ritmo de treino da Argentina seguiu até o fim da partida – os 11 jogadores jamaicanos no campo de defesa também complicaram a criação de jogadas. No fim, a Jamaica até se soltou com gritos de “olé” das arquibancadas e ocupou o campo de ataque adversário.

Agora, a seleção argentina, líder da chave com sete pontos, aguarda para descobrir seu adversário nas quartas de final: será ou o terceiro colocado do Grupo A ou do C, com possibilidade de pegar até mesmo o Brasil. Os jamaicanos, por sua vez, se despedem da Copa América sem nenhum ponto conquistado em três jogos – perdeu todos por 1 a 0.

Jornal Midiamax