Romário: “Ronaldo não tem condição nenhuma de assumir a CBF”

O senador Romário (PSB-RJ), voltou a atacar dirigentes da CBF e da Fifa
| 30/07/2015
- 18:14
Romário: “Ronaldo não tem condição nenhuma de assumir a CBF”

O senador Romário (PSB-RJ), voltou a atacar dirigentes da CBF e da Fifa

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, publicada na edição desta quinta-feira (30), o senador Romário (PSB-RJ), voltou a atacar dirigentes da CBF e da Fifa, além disso, afirmou que o ex-colega dele na Seleção Brasileira , Ronaldo, não tem qualificação suficiente para assumir a presidência da Confederação Brasileira de  .

“Ronaldo não. Longe disso. Ele não faz parte da sacanagem do futebol. Infelizmente, na Copa, escolheu o lado errado. No final, meteu o pé e entende que esses caras não são o que ele pensava que eram. Mas, para ser presidente da CBF, ele não tem condição nenhuma em termos de preparação”, afirmou Romário.

Romário e Ronaldo jogaram juntos na Seleção Brasileira. No entanto, principalmente, depois da candidatura do Brasil para sediar a Copa do Mundo de 2014, os dois passaram a divergir. Como político, Romário adotou uma postura mais crítica em relação às obras e a realização do Mundial em geral.

Enquanto isso, Ronaldo aliou-se à CBF e foi membro do Comitê Organizador Local (COL) da Copa. Na opinião de Romário, um ex-jogador que está capacitado para dirigir a CBF é Leonardo. Também ex-companheiro dele na Seleção, Leonardo já foi técnico e dirigente de Milan, e diretor do Paris Saint-Germain.

“Uma pessoa que atuou em todas as posições do futebol foi o Leonardo. Não estou dizendo que ele deva assumir. Mas é uma pessoa que tem condições. Já teve experiência e seria um nome interessante”, opinou Romário.

Enquanto pede mudança imediata na CBF, Romário também falou sobre as eleições na Fifa, previstas para o início de 2016. O ex-atacante brasileiro, campeão mundial com a Seleção Brasileira, em 1994, afirma que Zico, que demonstrou intenção de se lançar candidato, dificilmente terá apoio da Confederação Brasileira.

“Ele (Zico) sabe que não pode depender da CBF para isso. A CBF vai votar em quem o Blatter (Joseph, presidente da Fifa) mandar”, afirmou Romário, justificando a relação entre os presidentes das duas entidades: “dois ladrões se combinam”.

Veja também

A paulistana Bia Haddad teve uma segunda-feira (8) especial desde as primeiras horas. Além de...

Últimas notícias