Esportes

River consegue ‘milagre’, avança na Libertadores e pode pegar Boca ou Corinthians

Vitória por 3 a 0 garantiu a classificação após vitória do Tigres na Bolívia

Midiamax Publicado em 16/04/2015, às 01h01

None
0011609352.jpg

Vitória por 3 a 0 garantiu a classificação após vitória do Tigres na Bolívia

Contra todas as expectativas, o River Plate conseguiu um “milagre” na noite desta quarta-feira. Praticamente eliminado há duas rodadas, o time argentino contou com a sorte, venceu o San José por 3 a 0, com dois gols de Mora e outro de Gutierrez, e se classificou na bacia das almas às oitavas de final da Copa Libertadores da América. 

Precisando vencer por uma diferença considerável de gols o San José (BOL) e torcendo para o desinteressado time reserva do já classificado Tigres (MEX) bater o Juan Aurich (PER), a equipe de Buenos Aires ainda contou com a ajuda dos mexicanos, que fizeram 5 a 4 nos peruanos fora de casa, mesmo atuando com os suplentes.

Classificado com apenas sete pontos ganhos, o River chega na próxima fase muito provavelmente como o pior clube entre os segundos colocados das chaves. Assim, pegará o time que avançar com a melhor campanha, que por enquanto é de seu arquirrival, o Boca Juniors.

Com 15 pontos, o Boca ainda pega o Palestino em casa na última rodada e deve confirmar uma campanha com 100% de aproveitamento. O único time que pode igualar a marca é o Corinthians, que enfrenta San Lorenzo e São Paulo na sequência. Só que os argentinos possuem uma diferença de sete gols a mais de saldo de vantagem.

O único time que ainda poderia avançar com a melhor campanha seria o Colo Colo, só que precisaria de goleadas absurdas contra Santa Fé e Atlético-MG, além de torcer por tropeços de Corinthians e Boca, em resultados bastante improváveis.

O River, por sua vez, só não fica com a pior campanha se o Palestino perder para o Boca e o Montevideo Wanderes sucumbir contra o Zamora. Assim, um dos dois clubes avançaria com desempenho pior do que a equipe de Buenos Aires, impedindo o Superclassico nas oitavas.

Jornal Midiamax