Platini anuncia candidatura à presidência da Fifa

 Eleição que ocorrerá no congresso extraordinário de Zurique no dia 26 de fevereiro de 2016
| 29/07/2015
- 16:05
Platini anuncia candidatura à presidência da Fifa

 Eleição que ocorrerá no congresso extraordinário de Zurique no dia 26 de fevereiro de 2016

O presidente da Uefa, Michel Platini, oficializou nesta quarta-feira (29) sua candidatura à presidência da , em eleição que ocorrerá no congresso extraordinário de Zurique no dia 26 de fevereiro de 2016.

“É um decisão muito pessoal, tomada com muito cuidado, na qual pensei no futuro do  e no meu próprio”, explicou Platini por meio de um comunicado.

Presidente do máximo organismo do futebol europeu desde 2007, o francês quer suceder o suíço Joseph Blatter , que decidiu renunciar ao cargo após os escândalos de corrupção revelados nos últimos meses dentro da Fifa.

Blatter se reelegeu no final de maio deste ano ao vencer o príncipe Ali Bin Al-Hussein, da Jordânia, que tentará novamente o cargo. O ex-jogador Zico também tenta viabilizar uma candidatura, tanto que pediu à CBF a indicação de seu nome na última terça-feira.

Antigo aliado de Blatter e cotado como seu sucessor, Platini rompeu com o atual presidente diante da insistência de ele tentar mais um mandato. A prisão de sete dirigentes ligados à Fifa nas vésperas da eleição em Zurique evidenciou o francês como maior opositor de Blatter, com a articulação para votação em peso de países membros da Uefa no príncipe Ali Bin Al-Hussein.

“Durante os últimos 50 anos, a Fifa só teve dois presidentes. Esta estabilidade extrema é um paradoxo dentro de um mundo onde se produziram mudanças radicais, e num esporte que experimentou uma considerável mudança econômica”, disse o ex-jogador e dirigente.

Para Platini, é necessário devolver a “dignidade que a Fifa merece”, depois de denúncias escândalos surgidos na gestão do suíço Joseph Blatter.

“Os últimos eventos forçaram os altos dirigentes da entidade a entregar o comando do máximo órgão do futebol mundial a uma nova liderança e a se pensar em uma nova forma de gestão”, garantiu o mandatário da Uefa.

O francês afirmou que se grande objetivo, se eleito, será “escutar a todos e respeitar a diversidade do jogo ao redor do mundo”.

Platini entrou no mundo da política esportiva logo depois de abandonar o futebol, quando passou a integrar os quadros da Federação Francesa de Futebol, de que chegou a ser vice-presidente. Depois, liderou o Comitê Organizador da Copa do Mundo de 1998.

Os candidatos à presidência da Fifa precisam oficializar presença no pleito até 26 de outubro, para estarem aptos a concorrer em 26 de fevereiro.

 

Veja também

Após uma espera de cinco dias, a disputa masculina da etapa de Teahupo’o (Taiti) da...

Últimas notícias