Esportes

Neymar está a um passo de ser maior que Maradona no Barça. Pode ser hoje

Em partidas oficiais pelo Barça, ambos carregam a marca de 38 gols

Clayton Neves Publicado em 11/02/2015, às 11h15

None
neymar-comemora-apos-balancar-as-redes-1422826057420_615x300.jpg

Em partidas oficiais pelo Barça, ambos carregam a marca de 38 gols

Neymar é quem estampa o cartaz que convoca a torcida do Barcelona para o Camp Nou na noite desta quarta-feira. Não à toa. O brasileiro é o único com gols nos quatro último jogos do time, ostenta ótimo histórico na Copa do Rei, e agora tem a oportunidade de superar o argentino Diego Maradona na artilharia do clube. Em partidas oficiais pelo Barça, ambos carregam a marca de 38 gols.

A primeira chance de Neymar de já se tornar maior que Maradona no quesito gols pelo Barcelona ocorre no confronto diante do Villarreal, às 17h (de Brasília). É o duelo de ida da semifinal da Copa do Rei.

Maradona teve duas temporadas no Barcelona, entre 82 e 84, e deixou o clube com 38 gols, em 58 partidas. Média de 0,65 por jogo. Neymar atingiu a mesma marca após pouco mais de uma temporada e meia, mas com dez jogos a mais que o argentino no total. A média de gols do brasileiro no clube é de 0,56.

Os dados são de jogos oficias pelo Barcelona, envolvendo partidas pelo Campeonato Espanhol, Liga dos Campeões, Copa do Rei, Supercopa da Espanha e Recopa. Se somado amistosos pelo Barça, Maradona tem vantagem de 45 a 44 no número de gols pelo clube.

“Comparar Neymar a Maradona é uma loucura e não beneficia em nada o Neymar. Só que estou convencido que ele será muito mais importante para o Barcelona do que foi Maradona, que teve uma grave lesão (fratura no tornozelo esquerdo) e uma hepatite durante sua passagem. É importante considerar que o Maradona tinha a mesma idade do Neymar quando chegou ao Barça só que não rendeu como o esperado”, disse Ivan San Antoni, repórter do jornal Sport.

O periódico catalão foi quem fez trocadilho com a Copa do Rei ao chamá-la de “Copa do Ney” por conta do bom histórico do brasileiro. Ele é o artilheiro do time no torneio com quatro gols, em três jogos. Messi tem dois com o mesmo número de partidas.

No duelo de quartas de final, diante do Atlético de Madrid, Neymar foi o destaque na vitória por 3 a 2, no Vicente Calderón, ao marcar dois gols. Os outros dois gols foram marcados na eliminatória anterior, na vitória de 5 a 0 diante do Elche, no Camp Nou.

A presença do Barcelona na Copa do Rei é ainda mais valiosa por conta da já eliminação do arquirrival Real Madrid. O time é o único com possibilidade de terminar a temporada com a Tríplice Coroa (Liga dos Campeoões, Campeonato Espanhol e Copa do Rei).

O adversário, Villarreal, também tem muito o que comemorar. A equipe atingiu a semifinal da Copa do Rei pela primeira vez nos seus 92 anos de fundação. E em duelo realizado há 10 dias diante do Barça no Camp Nou, mostrou bom futebol, chegou a estar por duas vezes à frente no marcador, mas perdeu por 3 a 2.

“Se o rival nos pressiona, aparecem mais espaços. Isso é básico, e costuma ser melhor a gente. Só que o Villarrel também gosta quando estamos em seu campo o atacando, pois tem jogadores rápidos no contra-ataque. Não dá para ser perfeito. É um jogo duro mesmo”, destacou o treinador do Barcelona, Luis Enrique.

Jornal Midiamax