Esportes

Hamilton vence em Suzuka e iguala marca de Ayrton Senna

Piloto britânico vence no Japão oitava corrida

Evelin Cáceres Publicado em 27/09/2015, às 13h50

None
hamilton.jpg

Piloto britânico vence no Japão oitava corrida

A largada decidiu o GP do Japão deste domingo (27). Hamilton, a exemplo das últimas provas, tracionou melhor que o companheiro Nico Rosberg e entrou lado a lado com o piloto alemão na primeira curva.

Por dentro, Hamilton fez valer a preferência da curva 2 e jogou Rosberg para fora. O alemão caiu para quarto e Lewis ficou com o caminho livre para o triunfo, abrindo progressivamente para Sebastian Vettel em segundo.

Foi a 41ª vitória de Hamilton em 162 corridas na Fórmula 1. Com isso, ele iguala o número de vitórias de Ayrton Senna, mas com uma corrida mais que o tricampeão brasileiro. Rosberg se recuperou passando Bottas e Vettel e chegou em segundo. Vettel completou o pódio.

Felipe Massa teve um dia para esquecer após se tocar na largada com o australiano Daniel Ricciardo. Felipe deu com seu pneu dianteiro direito no traseiro esquerdo da Red Bull. Ambos furaram seus pneus, mas Massa perdeu mais tempo retornando aos pits e ficou uma volta atrás. Ele passou as duas Manors e foi o 17º.

Já Felipe Nasr também não fez boa apresentação. Ele abandonou a três voltas do fim quando era o 17º.

Fernando Alonso foi um dos destaques da corrida. Após ser ultrapassado por Max Verstappen na volta 27, ele chamou a unidade de potência da Honda de “motor de GP2”.

A corrida

Na largada, Hamilton saiu melhor que Rosberg e tomou a ponta pela linha de dentro. Ele jogou o alemão para fora na saída da curva 2, o que fez Nico cair para o quarto lugar. Massa se tocou com Ricciardo e teve de ir aos boxes. O top-10 na primeira volta era Hamilton, Vettel, Bottas, Rosberg, Raikkonen, Grosjean, Maldonado, Hulkenberg, Alonso e Sainz.

Massa perdeu uma volta após ir aos pits com o pneu dianteiro direito furado. As paradas estratégicas se iniciaram na volta 9. Vieram para os pits Kvyat, as McLarens e Felipe Nasr. O brasileiro se aproveitou de uma rodada do parceiro Ericsson na Spoon para superá-lo.

Vettel parou na volta 13, deixando apenas as Mercedes sem parar. Rosberg entrou na volta 15 e Hamilton na 16. Na volta à pista, Bottas foi ultrapassado por Nico Rosberg na última chicane e perdeu o terceiro lugar.

Na volta 20 o top-10 era Hamilton, Vettel, Rosberg, Bottas, Raikkonen, Hukenberg, Grosjean, Maldonado, Sainz e Alonso. O espanhol foi superado por Verstappen pela décima posição sete voltas depois. Após a manobra, Alonso reclamou no rádio do motor da Honda. “Motor de GP2”, disse.

Na segunda série de pit stops, Nico Rosberg conseguiu fazer o undercut em cima de Sebastian Vettel pelo segundo lugar. O top-10 na volta 36 era Hamilton, Rosberg, Vettel, Raikkonen, Bottas, Hulkenberg, Grosjean, Maldonado, Sainz e Verstappen.

A dez voltas do fim, Will Stevens rodou na 130R e quase acertou Rossi, seu companheiro de equipe. Logo em seguida, Verstappen passou Sainz pelo nono.

A próxima corrida acontece em Sochi, na Rússia, no final de semana dos dias 10, 11 e 12 de outubro.

Jornal Midiamax