Esportes

Firmino diz que caso de Neymar serve de exemplo para restante da seleção

Neymar perdeu a cabeça em campo

Isaias Domingues Publicado em 23/06/2015, às 17h40

None
firmino.jpg

Neymar perdeu a cabeça em campo

O desequilíbrio de Neymar no jogo contra a Colômbia não pode se repetir. Essa é uma das lições que Firmino, atacante da seleção, parece tentar tirar da polêmica que tirou o camisa 10 e capitão do Brasil da Copa América.

“Como vocês viram ontem [segunda] o Neymar se despediu, de nós e de vocês, bastante triste pelo que aconteceu. A gente fica esperto também para que não aconteça com nenhum de nós”, disse Firmino.

Apesar do papel de líder que a braçadeira de capitão exige, Neymar perdeu a cabeça em campo. Bateu boca com rivais colombianos e, após a derrota por 1 a 0, entrou em uma confusão ao chutar uma bola em Armero e fazer menção de dar uma cabeçada em Murillo. Foi expulso e xingou o árbitro, levando quatro jogos de gancho por isso. 

Neymar segue sendo tema da seleção, mas fora do grupo, o futuro do time passa pelos pés do restante do elenco, Firmino entre eles. Titular de Dunga e uma das principais alternativas ofensivas da equipe, o jogador chama atenção pela timidez e a dificuldade de dar entrevistas. Ele nega, porém, que isso atrapalhe.  

“Não atrapalhou porque sou tímido aqui, não estava acostumado com coletiva, tenho uma coisa que não gosto de dar entrevista, mas dentro de campo eu me transformo em outra pessoa e perco toda a minha timidez”, disse ele. 

O papel de Firmino na seleção é fundamental para o seu futuro. Hoje, o atacante titular de Dunga é cobiçado por diversos clubes de ponta da Europa, entre eles Liverpool e Manchester United. Ele não nega que é hora de sair do modesto Hoffenhein, da Alemanha. 

“Sim. Eu não gosto de perder, meu defeito é não saber perder, gosto sempre de estar ganhando jogos e consequentemente títulos. E claro, acho que está na hora de dar o próximo passo, mas estou focado na seleção brasileira até o término da Copa”, disse Firmino. 

Jornal Midiamax