Esportes

Dunga se desculpa por frase infeliz sobre afrodescendentes

Depois de cometer uma grande gafe

Diego Alves Publicado em 27/06/2015, às 00h07

None
esportes-fut-copaamerica-dunga.jpg

Depois de cometer uma grande gafe

Depois de cometer uma grande gafe durante entrevista coletiva desta sexta-feira, quando se expressou de forma polêmica sobre afrodescendentes, o técnico Dunga, através de um comunicado no site oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), pediu desculpas pelas palavras proferidas.

“Quero me desculpar com todos que possam se sentir ofendidos com a minha declaração sobre os afrodescendentes. A maneira como me expressei não reflete os meus sentimentos e opiniões”, publicou no site da CBF.

Ao comentar sobre o que viveu na Copa América de 1991, Dunga lembrou como era criticado na Seleção Brasileira e deu a entender que pessoas afrodescendentes gostam de apanhar.

“Nós eramos os ruins com sorte, e os outros eram os bons com azar. Aquela Seleção (de 1991) tinha a cobrança de 40 anos sem ganhar uma Copa América e 24 anos sem Copa do Mundo. Tudo era ruim. Eu até acho que eu sou afro-descendente de tanto que apanhei e gosto de apanhar. Os caras olham pra mim e falam: ‘vamos bater nesse aí’. E começam a me bater, sem noção, sem nada. ‘Não gosto dele’ e começam a me bater”, afirmou, literalmente.

Jornal Midiamax