Esportes

Cruzeiro faz golaço, bate Coritiba e mantém reação pós-Mano

O resultado mostra a reação da equipe 

Diego Alves Publicado em 27/09/2015, às 22h55

None
willianmanomouraopandagp.jpg

O resultado mostra a reação da equipe 

Mais uma vez com jogador expulso durante a partida, o Cruzeiro conseguiu outra importantíssima vitória na luta contra o rebaixamento. Assim como no último domingo, quando venceu a Chapecoense com dez homens em campo, a Raposa novamente precisou ser valente para bater, desta vez, o Coritiba, outro concorrente direto na tabela, por 2 a 0, no Mineirão.

O resultado mostra a reação da equipe sob o comando de Mano Menezes. Com o sucessor de Vanderlei Luxemburgo, o Cruzeiro soma agora sua terceira vitória em seis jogos e foi derrotado apenas uma vez. Agora, abre cinco pontos para a zona de rebaixamento e segue embalado para pegar o Grêmio, no domingo, às 16h (de Brasília), no Mineirão. Já o Coxa permanece a dois pontos do grupo dos quatro últimos colocados e precisa se recuperar na próxima rodada, contra o Atlético-MG, no sábado, às 18h30, no Couto Pereira.

Quando o Cruzeiro já vencia por 1 a 0, após um golaço de Ceará, o zagueiro Paulo André acabou sendo expulso no final do primeiro tempo. Em superioridade numérica na etapa complementar, o Coxa criou diversas chances, mas a Raposa foi fatal em seu único contra-ataque, bem aproveitado pelo atacante Willian. No final da partida, Juninho também foi expulso após agressão em Fabiano, fato este que praticamente confirmou o resultado no Mineirão.

O jogo – Empurrado pelo bom público presente no Mineirão, o Cruzeiro começou a partida pressionando o Coritiba, mas sem levar perigo ao clube paranaense. Em uma das poucas chances, quase abriu o marcador: bela tabela entre Alisson e Willian aos 20min. O camisa 11 recebeu cara a cara com Wilson, mas com o pé direito o goleiro fez belíssima defesa. No minuto seguinte, o gol. Ou melhor, um golaço. Ceará dominou a bola na intermediária e, de muito longe, acertou uma bomba de fora da área. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar.

Os minutos seguintes mostraram um Cruzeiro diferente em relação ao início da partida. Se no começo do jogo, o time celeste não conseguia aparecer com perigo no ataque, após o gol, a Raposa melhorou bastante seu rendimento. Apesar disso, quem quase marcou foi o Coritiba em sua única subida. A zaga cruzeirense bobeou, aos 33min, e Rafhael Lucas entortou Manoel antes de finalizar cruzado. Fábio, de maneira espetacular, conseguiu espalmar para longe. E aos 41min, o lance que poderia mudar o confronto: Paulo André chegou atrasado e acertou um soco no atacante Guilherme Parede. O árbitro viu e expulsou o zagueiro.

Na volta do intervalo, lance polêmico: a bola bateu na mão de Manoel, e o Coritiba ficou na bronca com a arbitragem. O pênalti não marcado acabou tendo consequência imediata e no lance seguinte o Cruzeiro aproveitou bem o contra-ataque que tanto esperava. Manoel puxou o contra-ataque e rolou para Alisson. O camisa 11 devolveu para o zagueiro que desviou para Willian finalizar para o fundo das redes.

Cheio de homens no setor ofensivo, o Coxa perdeu outra boa chance aos 29 minutos. Rafhael Lucas recebeu de Evandro, mas chutou mal, e a bola foi para fora. No lance seguinte, Fabrício bobeou e, na sobra, Thiago Galhardo mandou a bola no travessão.

Com 39 minutos, Juninho agrediu Fabiano e foi expulso, facilitando a vida do Cruzeiro. O Coxa ainda teve uma boa chance, cinco minutos depois, em cobrança de falta de João Paulo que Fábio espalmou bem.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2 X 0 CORITIBA

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data : 27 de setembro (domingo)

Horário: 18h30 (de Brasília)

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (CBF-SP)

Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (FIFA-SE) e Fabiano da Silva Ramires (ESP-ES)

Público: 22.897 presentes

Renda: R$ 593.675,00

Cartão Amarelo: João Paulo (Coritiba)

Cartões vermelhos: Paulo André (Cruzeiro); Juninho (Coritiba)

GOLS: Ceará aos 21 minutos do primeiro tempo; Willian aos 20 minutos do segundo tempo

CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Fabiano), Manoel, Paulo André e Fabrício; Charles, Henrique, Cabral, Alisson e Allano (Douglas Grolli); Willian (Júlio Baptista)

Técnico: Mano Menezes

CORITIBA: Wilson; Leandro Silva (Evandro), Walisson Maia, Juninho e Carlinhos; João Paulo, Luís Cáceres (Thiago Galhardo), Juan e Esquerdinha (Marcos Aurélio); Rafhael Lucas e Guilherme Parede

Técnico: Ney Franco

Jornal Midiamax