Esportes

Brasileiros fecham último dia do Grand Prix de Jeju sem medalhas

Rafael Buzacarini começou vencendo em sua chave o anfitrião Min Sung Kim aplicando um yuko

Midiamax Publicado em 28/11/2015, às 11h24

None
judo.jpg

Rafael Buzacarini começou vencendo em sua chave o anfitrião Min Sung Kim aplicando um yuko

Aconteceu na madrugada deste sábado o último dia de competições do Grand Prix de Judô de Jeju, na Coreia do Sul. Luciano Correa e Rafael Buzacarini, ambos disputando a categoria até 100kg, representaram o Brasil no dia de encerramento do torneio, porém não tiveram sucesso em suas respectivas lutas e acabaram ficando sem medalhas.

Rafael Buzacarini começou vencendo em sua chave o anfitrião Min Sung Kim aplicando um yuko. Já na luta seguinte, foi a vez do brasileiro encarar o russo Arsen Omarov, que acabou avançando por possuir duas penalidades contra três de Rafael. Assim, o judoca do interior de Sâo Paulo acabou se despedindo do torneio.

Já o seu compatriota Luciano Correa teve uma atuação melhor neste sábado. O judoca começou enfrentando o eslovaco Miroslav Dzur por ter menos penalidades do que ele no confronto. Ambos não conseguiram encaixar golpes para pontua. Logo em seguida, foi a vez de Correa encarar Aleksandre Mskhaladze, da Geórgia, vencendo também por ter menos penalidades. Entretanto, quando estava há um passo de ganhar a sua chave e, automaticamente, ir para a disputa da medalha de ouro, o brasileiro foi derrotado por Jose Armenteros, de Cuba.

Com o resultado, Luciano Correa foi para a repescagem disputar a medalha de bronze. Ele voltou a vencer o russo Arsen Omarov e, logo após, enfrentou outro russo, Tagir Khaibulaev, que impediu Correa de levar a medalha de ouro aplicando um Ippon sobre o brasileiro.

Jornal Midiamax