Brasileira da ginástica rítmica reclama de nota e acaba com resultado menor

atleta reclamou de sua nota e ficou com resultado pior
| 17/07/2015
- 21:12
Brasileira da ginástica rítmica reclama de nota e acaba com resultado menor

atleta reclamou de sua nota e ficou com resultado pior

A brasileira, Angélica Kvieczynski, da ginástica rítmica passou por uma situação, no mínimo, diferente nesta sexta-feira, na fase classificatória da competição individual geral no Pan de Toronto. A atleta reclamou de sua nota no arco e acabou ficando com um resultado pior no aparelho.

“As vezes acontece de baixarem a nota. Mas entramos com recurso porque estamos achando as notas aqui muito baixas”, explicou a brasileira após sua apresentação.

Angélica havia feito 15,475 e foi protestar na arbitragem contra o resultado. Depois disso, a equipe de árbitros acabou decidindo por diminuir ainda mais a nota: 15,100. Com isso, a brasileira caiu de segunda para quarta colocada no aparelho. Ela ocupa a terceira terceira colocação na final geral, que terá neste sábado as disputas da maça e fita.

Aos 23 anos, Angélica tem chances de medalha no Pan de Toronto. A brasileira foi medalhista de prata (nas aças) e bronze (individual geral, arco e bola) nos Jogos de Guadalajara de 2011. 

Além de estar na briga pelo pódio no individual geral, Angélica avançou para a final do arco e da bola, na quarta colocação.

Outra brasileira na competição é Natália Gaudio. Ela terminou a na oitava colocação geral nesta terça-feira e também foi à final do arco, em quarta. Na bola, foi somente a décima e não brigará por medalha.

Veja também

A entidade ainda não se manifestou oficialmente sobre o plano

Últimas notícias