Brasil sofre, mas supera EUA e segue vivo na Liga Mundial

Brasil venceu os Estados Unidos por 3 sets a 1 
| 17/07/2015
- 00:19
Brasil sofre, mas supera EUA e segue vivo na Liga Mundial

Brasil venceu os Estados Unidos por 3 sets a 1 

A vitória sofrida do Brasil sobre os Estados Unidos por 3 sets a 1 (28/26, 25/22, 25/22 e 27/25), nesta quinta-feira, dificultou a situação da Seleção na Liga Mundial de vôlei . Derrotado pela França na abertura da fase final da competição, na última quarta, o Brasil precisava vencer os americanos por 3 a 0 para respirar aliviado no torneio. Com o placar, porém, a equipe agora depende do resultado entre EUA e França para avançar na competição.

A partida no Maracanãzinho lembrou a derrota para a França, quando o Brasil saiu na frente no placar e sofreu um revés a partir do segundo set. A disputa entre as equipes foi apertada, com boa parte do jogo seguindo empatada. Depois de perder o segundo set e levar o terceiro com muito sacrifício, a Seleção apresentou uma postura muito ofensiva no último, liderando os marcadores por uma boa vantagem até a marca dos 20 pontos, quando uma reação americana deixou o fim da partida mais apertado.

Embora não dependa mais do próprio desempenho, o resultado não é dos mais assustadores. O Brasil só corre o risco de perder a vaga na próxima fase se os EUA fizerem 3 a 1 sobre a França na partida entre as duas equipes, que será realizada nesta sexta-feira. Neste caso, as vagas seriam decididas pelo saldo de pontos.

O Brasil saiu na frente com bom saque de Murilo e ponto de Evandro. Os EUA conseguiram igualar os marcadores e Lucarelli, em duas jogadas similares, deixou a vantagem em 5 a 3. Na sequência, Lucão conseguiu um ponto de saque para a Seleção, mas os adversários atacaram bem e empataram o jogo. O confronto apertou e logo os brasileiros se encontravam atrás no placar, precisando apostar no contra-ataque para retomar a dianteira, com 15 a 13. Alternando a dianteira, as duas equipes seguiram numa disputa acirrada pela garantia do set, mas com bom bloqueio de Lucão o Brasil confirmou o 1 a 0 com 28 a 26.

O segundo set lembrou a partida contra a França na última quarta. O Brasil saiu na frente, mas deixou o placar apertar e ficou com a disputa empatada por boa parte do tempo. No entanto, os americanos conseguiram passar pelo bloqueio brasileiro e abriram uma distância de três pontos, com 21 a 18. A Seleção ainda buscou a reação, com o técnico Bernardinho berrando instruções na lateral da quadra, e diminuiu a vantagem para 23 a 21. Os americanos avançaram para o set point com 24 a 22 e, mesmo numa tentativa de Lucarelli furar o bloqueio, fecharam o placar em 25 a 22.

Lucarelli abriu o placar com um saque no início do terceiro set. Apesar da investida inicial, o Brasil se manteve atrás dos EUA durante a maior parte da disputa, com um empate sofrido em 22 a 22 e uma virada na pontuação seguinte, já levando a Seleção à disputa do set point e a vitória em seguida, com 25 a 22. Em confronto decisivo no quarto set, os brasileiros quiseram fugir do susto e promoveram um bom confronto em quadra. Com boa vantagem sobre os americanos, logo abriram 17 a 11. Mas ao passarem dos 20 pontos, os adversários cresceram e conseguiram a virada por 22 a 21. O Brasil devolveu os pontos e conseguiu reverter o placar, fechando o set em 27 a 25.

Veja também

O Brusque quebrou uma sequência de sete jogos sem vitória ao bater a Ponte Preta...

Últimas notícias