Esportes

Atlético-MG derruba invencibilidade do Sport e abre na ponta

O Sport  resistiu 11 rodadas sem ser batido

Diego Alves Publicado em 09/07/2015, às 01h59

None
giovanniaugustocomemoramouraopandagazeta.jpg

O Sport  resistiu 11 rodadas sem ser batido

Caiu o último invicto do Campeonato Brasileiro . O Sport , que resistiu 11 rodadas sem ser batido na competição nacional, foi enfim superado. E pelo pior rival possível. Em confronto direto da parte de cima da tabela, o Atlético-MG contou com apoio de um Mineirão lotado, superou os pernambucanos por 2 a 1 e alcançou a quinta vitória consecutiva na Série A, nesta quarta-feira, em jogo de alto nível.

A vitória levou a equipe mineira aos 26 pontos e a isolou na liderança do Campeonato Brasileiro, com três pontos a mais que o segundo colocado, Grêmio, e o terceiro, Sport. A distância na ponta, porém, pode cair para dois pontos caso o Fluminense vença o Cruzeiro nesta quinta, no Maracanã.

Atlético-MG e Sport voltam a campo no próximo final de semana. No sábado, às 21h (de Brasília), o time mineiro pega a Ponte Preta , em Campinas. Um dia depois, às 18h30, o Sport recebe o Palmeiras , na Arena Pernambuco, em outro confronto direto.

O jogo desta quarta-feira, no Mineirão, correspondeu às expectativas que nele foram depositadas antes de a bola rolar. Dois dos primeiros colocados do Campeonato Brasileiro, Atlético-MG e Sport fizeram jogo de alto nível tático e técnico e certamente agradaram os torcedores que lotaram o Mineirão – 50.684 pessoas pagaram para ver o jogo do estádio.

O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio e ausência de gols. O segundo, por sua vez, teve a mesma igualdade de forças, mas com bolas nas redes. Nos primeiros nove minutos depois do intervalo, três gols foram marcados. Lucas Pratto abriu o placar para os mandantes, Matheus Ferraz empatou para o Sport, e Giovanni Augusto recolocou os mineiros na frente com um golaço. Foi de tirar o fôlego!

Daí para frente, o Atlético-MG aproximou as suas linhas no campo de defesa e resolveu se resguardar. O Sport teve algumas chances de empatar o confronto – uma delas com Maikon Leite, que saiu cara a cara com Victor -, mas não conseguiu. O time mineiro até se deu o direito de não transformar bons contra-ataques em gols. Mas nem era necessário. É agora, afinal, mais líder do que nunca.

Sem 7 a 1!

Foi em oito de julho de 2014, ou seja, há exatamente um ano, que a Seleção Brasileira sofreu a derrota mais vergonhosa da história: 7 a 1 para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo. Em que estádio aconteceu esta partida? No Mineirão. O mesmo que sediou o confronto entre Atlético-MG e Sport nesta quarta-feira.

O time pernambucano não entrou em campo com seu tradicional uniforme rubro-negro, como fizeram os germânicos no dia do massacre, e o jogo válido pelo Campeonato Brasileiro não acabou com placar de 7 a 1. Um ano depois, o Mineirão presenciou um “simples” 2 a 1. Ufa!

Atlético-MG 1 x 0 Sport – 1min do segundo tempo – Maicosuel encontrou a passagem de Thiago Ribeiro pelo lado direito da área, ele centrou o passe por baixo, e Pratto concluiu para o gol!

Atlético-MG 1 x 1 Sport – 4min do segundo tempo – Diego Souza bateu a falta fechado na área, a bola quicou, e Matheus Ferraz apareceu no segundo pau para concluir de cabeça para o gol!

Atlético-MG 2 x 1 Sport – 9min do segundo tempo – E que golaço! Giovanni Augusto viu Douglas Santos passando pela esquerda, mas resolveu bater mesmo de longe. Danilo Fernandes ficou parado, olhando a bola entrar no seu ângulo esquerdo!

Jornal Midiamax