Até técnico tentou bater em Neymar, diz jornal; Piqué salvou brasileiro

Segundo o "Sport", Neymar era o principal alvo dos jogadores do Atlético de Madri
| 30/01/2015
- 14:18
Até técnico tentou bater em Neymar, diz jornal; Piqué salvou brasileiro

Segundo o “Sport”, era o principal alvo dos jogadores do Atlético de Madri

Por diferentes motivos, o brasileiro Neymar foi protagonista da vitória do Barcelona por 3 a 2 sobre o Atlético de Madri, na última quarta-feira (28), em partida que eliminou os madrilenos da Copa do Rei. O camisa 11 marcou dois gols, fez cara feia ao ser substituído e esteve envolvido numa série de lances polêmicos. Na saída para o intervalo, por exemplo, bateu boca com jogadores rivais. Segundo o jornal catalão “Sport”, até o técnico argentino Diego Simeone tentou partir para cima do atacante, que foi defendido pelo zagueiro Piqué.

A confusão no intervalo causou a expulsão de Gabi, capitão do Atlético de Madri, que foi discutir com a arbitragem após o término do primeiro tempo. Neymar começou a bater boca com Fernando Torres ainda no gramado, e a discussão continuou no túnel de acesso ao vestiário.

Segundo o “Sport”, Neymar era o principal alvo dos jogadores do Atlético de Madri. Gabi estava exaltado quando foi em direção ao brasileiro, que tentou se desvencilhar. Aí chegou Simeone, que também foi para cima do atacante. Gerard Piqué precisou intervir e conduzir o camisa 11 até o vestiário.

Nada repercutiu mais no jogo de quarta-feira do que a atuação de Neymar. Sobretudo porque o brasileiro foi criticado abertamente por jogadores do Atlético de Madri.

“Ele tem uma forma peculiar de jogar – sobretudo quando está ganhando. Sempre faz gestos em campo quando o time dele está na frente. Ninguém gosta de perder, e essas provocações mexem com as coisas”, disse Gabi em entrevista ao “Canal +”.

“Em toda carreira ele vai ter problemas. Neymar tem um estilo de jogo de driblar, de falar… É a forma de ele jogar. Algum dia ele vai ter um problema como teve hoje [quarta-feira], mas se ele gosta disso…”, completou Cani, também jogador do Atlético de Madri, ao jornal “Marca”.

Segundo a emissora espanhola “Canal Cuatro”, a irritação dos jogadores do Atlético de Madri com Neymar tem relação com uma série de pequenos episódios durante a partida. O atacante comemorou um dos gols com a mão no ouvido, provocando a torcida. Além disso, dançou em campo e tentou colocar a bola entre as pernas do adversário Raúl García.

Em post na rede social Instagram, Neymar se defendeu. “Ninguém é obrigado a gostar de ninguém, mas existe uma coisa que se chama respeito”, escreveu o brasileiro.

Veja também

A edição 2022 da Copa Libertadores vai ter pelo menos um time brasileiro na decisão....

Últimas notícias