Esportes

Após polêmica, Mourinho resolve afastar médica do Chelsea

 não estará nos próximos treinos, na concentração, e não vai para o importante jogo contra o Manchester City

Gerciane Alves Publicado em 12/08/2015, às 18h23

None
medica.jpg

 não estará nos próximos treinos, na concentração, e não vai para o importante jogo contra o Manchester City

A relação entre José Mourinho e Eva Carneiro, técnico e médica do Chelsea, respectivamente, parece insustentável. Depois da polêmica envolvendo ambos após o empate do Chelsea em 2 a 2 contra o Swansea no fim de semana, o treinador acabou afastando a espanhola. Ela não estará nos próximos treinos, na concentração, e não vai para o importante jogo contra o Manchester City pelo Campeonato Inglês.

Mourinho já reclamou algumas vezes do trabalho do departamento médico do Chelsea, dizendo em outras oportunidades que não sabia da real situação clínica de alguns de seus jogadores.

O treinador disse que faltou sensibilidade à equipe médica, já que, segundo ele, era óbvio que o belga estava apenas cansado, e que não precisaria de atendimento. Como ela entrou em campo, Hazard teve que sair do gramado por uns instantes, deixando o Chelsea com dois jogadores a menos nos últimos minutos de partida, já que Courtois tinha sido expulso.

A imprensa e até a torcida do Chelsea reprovaram as atitudes de Mourinho, dizendo que ele foi grosseiro com Eva Carneiro, que chegou a agradecer em seu Facebook pelo apoio público. Nos comentários, aprovação praticamente total para ela.

De qualquer forma, ela foi afastada, e a tendência é que um dos seus auxiliares seja promovido a médico principal dentro de campo. O diretor do departamento, Paco Biosca, continua no comando, e deve acabar dispensando os serviços da médica nascida em Gibraltar e torcedora do Real Madrid.

Jornal Midiamax