Após dois anos, Moto GP volta a Capital e público deve ser superior a 15 mil

Os cinco primeiros colocados da motovelocidade são estrangeiros
| 25/07/2015
- 23:38
Após dois anos, Moto GP volta a Capital e público deve ser superior a 15 mil

Os cinco primeiros colocados da motovelocidade são estrangeiros

Depois de dois anos, a Moto 1000 GP volta a Campo Grande. Naquela época o público foi de 15 mil, desta vez, o número deve ser maior, já que a procura por ingressos já ultrapassa este montante de espectadores. Os portões do Autódromo da Capital localizada na BR-262, na saída para Três Lagoas, região leste, deve abrir às 8 horas deste domingo (26).

Nos treinos classificatórios deste sábado (25), que iniciaram pela manhã, os cinco primeiros colocados são estrangeiros. O paranaense, Weslley Gutierrez, um dos representantes brasileiros da prova está em 6º lugar, com um total de 144.388 km/h. Já o primeiro lugar acumula o recorde da pista com a média de 147.545 km/h. Confira a classificação:

1º) Matthieu Lussiana (FRA/BMW), BMW Motorrad Petronas Racing, 1min25s715

2º) Miguel Praia (POR/Honda), Center Moto Racing Team, 1min23s202

3º) Luciano Ribodino (ARG/BMW), BMW Motorrad Petronas Racing, 1min26s249

4º) Diego Pierluigi (ARG/Kawasaki), JC Racing Team, 1min23s416

5º) Sebastiano Zerbo (ITA/Kawasaki), Target Race Superbike Team, 1min27s446

6º) Wesley Gutierrez (PR/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, 1min27s589

“Estou apaixonado pela pista de Campo Grande, me adaptei muito bem, tanto que aqui demonstrei o meu melhor desempenho”, Matthieu confirmou o favoritismo para a equipe do Jornal Midiamax.

Autódromo reabre os portões

Pista de Campo Grande é comparada com a de nível nacional. “Estamos satisfeito com a condição do local. Com esta estrutura a prova teve potencial como as dos grandes eventos”, ressaltou campo-grandense e presidente da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo), Firmo Henrique Alves, para a reportagem do Jornal Midiamax.

“Este autódromo é um grande chamariz para o turismo esportivo, acredito que as autoridades poderiam apostar mais nisso”, frisa e afirma que, “a procura por ingressos e credenciais já ultrapassa a etapa de dois anos atrás”.

O presidente revela que pelo menos 600 pessoas de fora de Mato Grosso do Sul vieram especialmente para trabalhar neste evento. “Isso acaba fomentando os hotéis e restaurantes locais, além de pontos turísticos a serem conhecidos por eles, além dos apaixonados por motovelocidade que acabam vindo para a capital sul-mato-grossense e tendo a oportunidade de ver uma das etapas bem de pertinho”.

Serviço: Os ingressos estarão a venda na portaria do Autódromo de Campo Grande, neste domingo (26), a partir do valor de R$ 48,00.

Veja também

Termos como socialismo e comunismo também estão proibidos

Últimas notícias