Cotidiano / Emprego & Concurso

Crise: mais de 9 mil trabalhadores foram demitidos na indústria de MS em 2015

Dezembro foi 10º mês consecutivo de queda

Midiamax Publicado em 29/01/2016, às 13h10

None
fiems_industria.jpg

Dezembro foi 10º mês consecutivo de queda

O setor industrial de Mato Grosso do Sul, composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, demitiu 9.185 trabalhadores em 2015, segundo levantamento do Radar Industrial da Fiems (Federação das Indústrias do Mato Grosso do Sul).

Dezembro foi o 10º mês consecutivo com redução de postos de trabalho na indústria sul-mato-grossense, com demissão de 2.136. “Com o desempenho ocorrido no último mês do ano, a indústria caiu do 3º para o 4º maior contingente de trabalhadores formais do Estado, condição ocupada pela última vez em 2006. Atualmente, a atividade industrial responde por 19,5% de todo o emprego formal existente em Mato Grosso do Sul”, informou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende.

Ele destaca que o conjunto das atividades industriais em Mato Grosso do Sul encerrou dezembro de 2015 com um contingente de 125.498 trabalhadores formalmente empregados, queda de 1,56% em relação a novembro.

Crise: mais de 9 mil trabalhadores foram demitidos na indústria de MS em 2015Os segmentos industriais que apresentaram as maiores reduções no mês de dezembro foram indústria da construção (-723), indústria química (-394), indústria de produtos alimentícios e bebidas (-200), indústria de calçados (-190) e indústria têxtil e do vestuário (-172).

“No acumulado de janeiro a dezembro, as maiores reduções ocorreram na indústria da construção (-3.205), indústria química (-1.687), indústria têxtil e do vestuário (-1.644), indústria de produtos alimentícios e bebidas (-961), indústria mecânica (-719) e indústria metalúrgica (-489)”, explicou.

As cinco cidades que mais demitiram foram: Campo Grande (-3.926), Três Lagoas (-1.405), Dourados (-989), Bataiporã (-759) e Nova Alvorada do Sul (-737).

Entre as cidades com saldo positivo destacaram-se: São Gabriel do Oeste (+348), Anastácio (+219), Nova Andradina (+157), Itaquiraí (+123), Juti (+105) e Sidrolândia (+91). 

Jornal Midiamax