Cotidiano / Emprego & Concurso

Recomendação do MPF pede a anulação parcial de concurso da UFGD para professor

O Ministério Público Federal encaminhou uma recomendação à Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) para que o concurso que selecionou professores para a Faculdade de Engenharia da universidade seja refeito. Isto porque eles foram avaliados por examinadores formados em Administração e em Comunicação, o que correspondeu a uma violação do edital. Segundo o órgão, novas […]

Arquivo Publicado em 05/02/2014, às 18h35

None

O Ministério Público Federal encaminhou uma recomendação à Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) para que o concurso que selecionou professores para a Faculdade de Engenharia da universidade seja refeito. Isto porque eles foram avaliados por examinadores formados em Administração e em Comunicação, o que correspondeu a uma violação do edital.

Segundo o órgão, novas vagas devem ser ofertadas em um novo concurso ou incluídas no último edital publicado pela faculdade. Além disso, o MPF recomenda que uma norma seja publicada para disciplinar os concursos de forma mais transparente.

A universidade tem 10 dias úteis para responder se acata ou não a recomendação. As alterações não devem afetar o ano letivo dos acadêmicos.

Ainda de acordo com o MPF, a UFGD foi omissa, visto que conforme apuração ela já havia sido comunicada sobre irregularidade na composição das bancas avaliadoras e não tomou nenhuma providência, fato que na visão do MPF, desqualifica o avaliador e compromete o concurso público.

“O comportamento administrativo, além de violar as regras estabelecidas pelo edital do concurso público, retrata desrespeito aos princípios da legalidade, da impessoalidade e da eficiência, na medida em que pode conduzir ao beneficiamento de determinados candidatos, em flagrante prejuízo à qualidade do Ensino Superior”, concluiu o MPF.

Jornal Midiamax