Cotidiano / Emprego & Concurso

Deputado faz apelo para que governo cancele concurso público da Sefaz

O deputado estadual Amarildo Cruz (PT) voltou a criticar o concurso público da Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda). O parlamentar pediu que, diante das suspeitas de irregularidades, o governo do Estado cancele o certame. “Estou fazendo um apelo, enquanto cidadão, funcionário da secretaria e deputado, para cancelarem este concurso. É clara a tentativa de beneficiar […]

Arquivo Publicado em 10/06/2014, às 14h42

None
931030982.jpg

O deputado estadual Amarildo Cruz (PT) voltou a criticar o concurso público da Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda). O parlamentar pediu que, diante das suspeitas de irregularidades, o governo do Estado cancele o certame.

“Estou fazendo um apelo, enquanto cidadão, funcionário da secretaria e deputado, para cancelarem este concurso. É clara a tentativa de beneficiar seja lá quem for. Sugiro ao governo que cancele”, disse o parlamentar, que é agente tributário estadual desde 1981.

A última denúncia envolvendo o concurso virou caso de polícia. Um professor de cursinho preparatório registrou boletim de ocorrência revelando que o aluno André Luiz Pereira da Silva, procurador jurídico da Câmara Municipal, teria lhe mostrado uma das questões da prova do concurso um dia antes de ela ser aplicada.

Cruz lembrou que, desde 1981, todos os concursos da Sefaz foram feitos por empresas especializadas, mas, desta vez, coube à própria secretaria a organização. O custo da prova, de R$ 360 mil, pago à Fapec, também é questionado pelo deputado, já que, segundo ele, provas para concursos deste tipo não custam menos de R$ 1 milhão.

“Se a pessoa entra na secretaria assim, como ela vai ter o respeito de colegas e contribuintes?”, questionou o deputado petista, ao ocupar a tribuna durante sessão na manhã desta terça-feira (10) na Assembleia Legislativa. Presente no local, o colega Márcio Fernandes (PTdoB), vice-líder do governo na casa, não contestou o discurso de Cruz.



Jornal Midiamax