Restrições adotadas por municípios para frear nova onda de covid não devem afetar setor turístico

Segundo o presidente da Fundação de Turismo do MS, setor vem trabalhando com restrições desde o ano passado e deverá ter leve queda neste início de ano
| 27/01/2022
- 11:57
Bonito é uma das cidades que adotou a restrição de eventos até março
Bonito é uma das cidades que adotou a restrição de eventos até março - Foto: arquivo Midiamax

O setor turístico de Mato Grosso do Sul voltou a se preocupar com as restrições impostas por cada município para tentar conter a nova onda da covid. Pelo menos 19 municípios já adotaram medidas para conter a contaminação das doenças virais em ações que atingem principalmente a área voltada para os eventos.

Na prática, as novas restrições implicaram, por exemplo, no cancelamento do de rua, além de proibições de festas e shows em algumas localidades e, em alguns casos, a volta do toque de recolher. Citado com um dos melhores carnavais do centro-oeste, Corumbá foi um dos municípios que decidiu adiar a para abril, assim como Campo Grande, considerando que o aumento expressivo de casos deverá estar contido.

Dados divulgados pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e ) trazem comparativo que mostra uma queda no setor em 2020, mas um aumento no faturamento em 22,5% em 2021. No entanto, a CNC aguardava uma resposta maior do setor no início deste ano — o que parece ter sido impactado com o surgimento da variante Ômicron e com a nova cepa da influenza, H3N2. 

Com as novas restrições, o setor se vê cada vez mais limitado e começa a ter dificuldades em alavancar na recuperação econômica, mesmo tendo apoio financeiro do Governo do Estado. Haverá alternativa?

Para o presidente da Fundação de Turismo do MS, Bruno Wendiling, pode ser questão de tempo. Isso porque, segundo ele, as medidas adotadas pelos municípios devem ser a curto prazo e não vão deixar o setor na 'mão'.

"Acredito que afetará um pouco na recuperação econômica, já que esses foram um dos setores mais afetados pela pandemia de Covid, considerando que estamos trabalhando com restrições de público desde ano passado. Essa questão da variante, porém, é a curto prazo e as medidas foram adotadas para frear essa nova onda", explicou. 

As restrições

Entre as cidades que adotaram medidas restritivas, Bonito é uma das que determinou o cancelamento de eventos e shows até o início de março. Além disso, Bataguassu proibiu a visitação em atrações turísticas, culturais e esportivas, como outras restrições voltadas à limitação de pessoas em locais fechados, a realização de cultos religiosos com capacidade reduzida, entre outros. Corumbá e Campo Grande também adiaram o Carnaval para abril.

Os municípios que adotaram medidas restritivas em combate a Covid são Bonito, Bataguassu, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Água Clara, Nova Andradina, Anastácio, Itaporã, Fátima do Sul, Santa Rita do Rio Pardo, Aparecida do Taboado, Maracaju, Selvíria, Antônio João, Ponta Porã, Inocência, Jardim, Figueirão e Sonora.

Veja também

Receita Federal faz alerta sobre o prazo final: quem não declarar paga multa

Últimas notícias