PIS-PASEP 'esquecido' é liberado para 10 milhões de trabalhadores; saiba se tem direito

PIS-PASEP esquecido já pode ser retirado por beneficiários ou herdeiros.
| 24/05/2022
- 16:19
PIS-PASEP esquecido
Saiba como resgatar o PIS-PASEP esquecido. (Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil)

A liberou o resgate de cerca de R$ 23 bilhões relativos ao PIS-PASEP esquecido por mais de 10 milhões de trabalhadores que possuem o direito a receber o benefício, mas não realizaram o saque.

Tem direito ao valor o trabalhador que exerceu atividade com carteira assinada entre 1971 e 1988. Como muitos já faleceram, os herdeiros podem retirar o valor no banco.

Para sacar o benefício, basta entrar em contato com a e solicitar o dinheiro esquecido nas contas do PIS-PASEP.

Quem tem direito às cotas do PIS-PASEP?

As cotas do PIS-PASEP são diferentes do abono salarial, que é pago anualmente. As cotas são pagas apenas uma vez na vida a quem exerceu emprego formal no período de 1971 e 1988. Servidores públicos ou militares têm direito às cotas do PASEP no mesmo período.

O prazo para resgatar esses valores vai até 1º de junho de 2025. Após essa data, o montante será repassado aos cofres da União.

Como realizar o saque?

É simples. Basta ter o Cartão Cidadão e ir a um caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal, lotéricas ou correspondentes do banco para valores até R$ 3 mil.

Se você possui conta na Caixa Econômica ou Banco do Brasil, os valores podem ter sido disponibilizados automaticamente.

Para os demais casos, basta comparecer a uma agência da Caixa com documento oficial com foto para retirar o valor.

Em caso de saque por parte do herdeiro do cotista do PIS-PASEP, é necessário levar os seguintes documentos:

  • Certidão de óbito e certidão ou declaração de dependentes habilitados à pensão por morte do INSS.
  • Certidão de óbito e certidão ou declaração de dependência habilitados à pensão por morte emitida pela entidade empregadora.
  • Alvará judicial designando os benefícios do saque.

Consultar o saldo

  • O saldo pode ser consultado pelo aplicativo do FGTS.
  • Pelo site do FGTS (neste link).
  • Correntistas da Caixa podem acessar o saldo pelo internet banking Caixa, com o CPF ou número do NIS do cotista.

Veja também

Governo do Estado concedeu a isenção somente para as operações internas e a produção de energia por biomassa poderá ganhar força

Últimas notícias