Cotidiano / Economia

Pais solteiros que são chefes de família terão direito a retroativo de até R$ 3 mil do Auxílio Emergencial

Repasses estão previstos ainda para o início deste ano

Fábio Oruê Publicado em 13/01/2022, às 14h38

None
Foto: Divulgação

Pais solteiros terão direito a uma cota complementar e retroativa do Auxílio Emergencial e podem receber até R$ 3 mil em 2022. Assim como em 2020 as mães solteiras chefes de família receberam o benefício, os homens vão receber o pagamento considerando as cinco parcelas de R$ 600 — mesmo valor garantido entre abril e agosto do ano retrasado.

Para ter acesso ao dinheiro, homens provedores de família monoparental precisam ter sido beneficiários do Auxílio Emergencial nesse mesmo período, ou seja, de abril a agosto de 2020.

Segundo o Ministério da Cidadania, o grupo incluso na cota complementar será o de pais solteiros ou chefes de família que criam os filhos sozinhos sem a ajuda financeira de companheira ou companheiro.

A pasta esclarece ainda que o pagamento vale para homens cadastrados pelo site ou aplicativo do Auxílio Emergencial e também para aqueles que receberam o benefício por integrarem o antigo Bolsa Família ou serem inscritos no CadÚnico (Cadastro Único).

Os repasses estão previstos para o início deste ano e a expectativa é que o benefício chegue a 1.283 milhão de famílias de homens monoparentais. No entanto, o calendário de pagamento ainda será divulgado pelo governo federal.

Como consultar

Os beneficiários poderão consultar se vão ter direito ao complemento por meio da página do Auxílio Emergencial. O acesso é obtido após o preenchimento de informações pessoais, como CPF, nome completo, nome da mãe ou se tem mãe desconhecida e data de nascimento.

Jornal Midiamax