Mel: MS quer ultrapassar produção com crescimento de 10% em 2022

Estado já é o maior produtor de mel do centro-oeste e quer aumentar a produção em pelo menos 10%
| 02/04/2022
- 09:22
mel
Registro de atividade de apicultura em MS. Foto: Sistema Famasul

Apicultores de Mato Grosso do Sul querem ultrapassar a produção de mais de 1 tonelada de mel este ano, o que daria um crescimento de 10% em relação ao último número, que foi de 984 mil, em 2020, segundo dados da Semagro (Secretaria de Produção, Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Agricultura Familiar). O primeiro passo já foi dado: o número de apicultores cresceu 8%, saltando de 1.016 para 1.097.

Esta semana uma live foi realizada voltada para o setor sob a bandeira da campanha intitulada “AgroCooperação” e contou com a participação de técnicos da , Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) e apicultores. Em nota, a Semagro destacou que a AgroCooperação visa promover a conformidade na produção agropecuária, estimular a adoção de boas práticas agrícolas e em apicultura, troca de experiências e informações.

A live contou, ainda, com o apoio do Sindiveg (Sindicato Nacional da de Produtos para Defesa Vegetal), Sindag (Sindicato Nacional das Empresas da Aviação Agrícola), Andav (Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários) e da Aems (Associação dos Engenheiros Agrônomos do Mato Grosso do Sul).

O objetivo foi estabelecer e reforçar o diálogo entre produtores rurais, apicultores e profissionais da aviação agrícola e revendas de defensivos agrícolas – conscientizando sobre os limites de cada um e a responsabilidade com a produção segura e ambientalmente sustentável de alimentos.

Iagro faz mapeamento de produtores de mel pelo MS

O diretor-presidente da Iagro, Daniel Ingold, ressaltou o papel do órgão na regulação e orientação da cadeia produtiva. A meta da Iagro é ampliar o cadastro dos apiários e registro de colmeias. “Tivemos um incremento de cadastro na Iagro. Em 2020 eram 1.016 produtores de mel com 25.109 colmeias. Já no ano passado, o volume subiu para 1.097 apicultores, e 27.145 colmeias. Aumento de 8% que mostra a importância da integração em relação a informação. Não se trata apenas de regulação da atividade, queremos saber onde estão os apicultores quem são e isso será possível com a atualização de dados destas pessoas no cadastro da Iagro”, detalhou Daniel Ingold.

Veja também

MS agora tem instalado, no município de Rio Negro, um investimento de R$ 19 milhões

Últimas notícias