Complicado? Imposto de Renda aumenta demanda de contadores em MS, mas pode não ser 'bicho de sete cabeças'

Prazo para declarar Imposto de Renda acaba no fim de abril
| 28/03/2022
- 14:02
Imposto de renda
Imposto de Renda pode se tornar complicado (Foto: Stephanie Dias/ Jornal Midiamax)

O ‘evento’ anual da do IRPF ( de Pessoas Físicas) vai entrar no seu segundo e último mês, em abril, o que deixa o prazo mais apertado para contadores e outros profissionais financeiros fazerem as declarações dos ‘atrasadinhos’.

É unânime que, nesta época do ano, a demanda dos contadores aumenta exponencialmente. No escritório onde trabalha o contador Elias Guerra, o movimento aumenta em torno de 10% nesta época todo o ano.

“Março como é o mês que começa a declaração, o movimento é normal, mas o ‘boom’ mesmo é no mês de abril. O dia todo não para. Eu faço em torno de 300 declarações. Sempre aumenta em média 10%”, conta o profissional, que trabalha há 15 anos na área, ao Jornal Midiamax.

Essa explosão de serviço em abril pode ser por contribuintes como a professora Edna de Morais, que entregou a documentação na semana passada, já após o início das declarações.

“É muita coisa para reunir e acaba atrasando. Todo ano eu tento me adiantar para poder receber antes, mas nunca consigo”, relata.

Para dar conta da demanda, no escritório de Elias, por exemplo, outros cinco contadores atuam no serviço. O prazo final para declarar é o dia 29 de abril.

Organização

O fato de muitas pessoas entregarem a documentação num curto período de tempo gera um acúmulo de Impostos de Rendas para serem feitos e uma demora maior para declarar. Por isso, para Elias, a palavra-chave é organização.

“A maioria, como todo brasileiro, sempre deixa para os 45 minutos do segundo tempo. Aí temos que correr contra o tempo. Montamos uma força tarefa no escritório para atender essa demanda”, diz.

Despesas médicas, com educação, odontológicas, planos de saúde e pensão alimentícia são alguns dos documentos que devem ser anexados.

“Eu sempre oriento meus clientes a criar uma pasta de toda a movimentação deles; seja patrimonial ou financeira. Além disso, ter uma cópia de todos os bens móveis e imóveis adquiridos ou vendidos durante o ano, para que não fique faltando documentação e tenha problemas em cair na malha fina”, explica.

imposto de renda repro - Complicado? Imposto de Renda aumenta demanda de contadores em MS, mas pode não ser 'bicho de sete cabeças'
Aplicativo do Imposto de Renda é intuitivo, mas tarefa pode se tornar complicada

Bicho de sete cabeças?

O Imposto de Renda ainda gera muitas dúvidas nas pessoas, já que são vários detalhes e novas regras são implantadas todos os anos. Este fato faz com que muitos procurem a ajuda profissional.

“Existem também declarações que são bem fáceis de fazer, as pessoas às vezes têm uma única renda, tem poucas despesas, tem poucos bens para declarar então isso torna-se menos complexo”, explica o presidente do CRC-MS (Conselho Regional de Contabilidade de MS), Otacílio Nunes.

“Já as pessoas que fazem aplicações em bolsas, que têm movimentações de bens e valores, como compra e venda de bens móveis e imóveis, aplicações financeiras, mais de uma fonte de renda, isso já começa a gerar uma certa complexidade”, exemplifica o profissional.

Também deixam mais complicada a declaração do IRPF a venda de bens com apuração de ganho de capital, compra e venda de ações em bolsa (Day Trade Swing Trade), possuir criptoativos, declaração conjunta ou separada de cônjuges, por exemplo.

“Reformas de bens imóveis alteram o valor do bem imóvel que é declarado pelo valor histórico de compra”, citou Otacílio.

Caso você se encaixe nesse último perfil, o CRC-MS disponibiliza uma ferramenta para consulta de contadores de MS que têm o registro. Com isso, é possível verificar se o profissional está exercendo a função de forma legal.

Consulta ao primeiro lote

Os contribuintes que haviam caído na malha fina, pouco mais de 212 mil em todo país, e acertaram as contas com o Fisco receberão R$ 210 milhões na próxima semana. A Receita Federal abriu na quinta-feira (24) consulta ao lote residual do IR.

A consulta pode ser feita na página da Receita Federal na internet. Basta o contribuinte clicar em “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, no botão “Consultar a Restituição”. Também é possível fazer a consulta no aplicativo da Receita Federal para tablets e smartphones.

O pagamento será feito em 31 de março, na conta informada na declaração do Imposto de Renda. 

Veja também

A mediana para a Selic no final de 2023 permaneceu em 11,00%, de 10,50% quatro semanas antes

Últimas notícias