Durante fiscalização a transportes clandestino, Agems já aplicou 14 infrações em 2022

Em 2021 foram 5 mil abordagens pela fiscalização
| 21/01/2022
- 19:57
Durante fiscalização a transportes clandestino, Agems já aplicou 14 infrações em 2022
Foto: Divulgação

Neste mês, as equipes da Agems (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul) estão fiscalizando transportes clandestinos e também monitorando o transporte regular, fretamento turístico e transporte de trabalhadores.

De acordo com dados da agência, até agora, 251 veículos foram abordados e 14 autos de infração foram aplicados. Das infrações aplicadas pelos fiscais, metade ocorreram em transportes clandestinos e as demais por irregularidades. Uma apreensão foi executada em ônibus clandestino que fazia o itinerário Campo Grande a Ladário. O veículo foi levado ao pátio da empresa que presta serviço para a Autarquia. 

No ano passado, a agência reguladora encerrou o período com mais de 5 mil abordagens nos municípios que resultaram em autuações e apreensões de veículos irregulares.

De acordo com o diretor-presidente da Agems, Carlos Alberto de Assis, neste ano, a agência vai utilizar de novas estratégias para modernizar e potencializar a no transporte intermunicipal de passageiros.

“Nós prezamos pela qualidade trazendo a modernização ao usuário com o objetivo de proporcionar o melhor serviço ao cidadão sul-mato-grossense, tirando de circulação transportes que colocam a vida das pessoas em risco”, destacou Assis.

Modernização

O diretor de Transportes, Rodovias e Portos, Matias Gonsales Soares, explicou que em 2022 haverá novidades com a modernização do sistema de monitoramento online.

“Esse ano estamos fazendo nosso planejamento anual, focado basicamente no atendimento às rodoviárias e na fiscalização contra os clandestinos com projetos inovadores e tecnológicos. Também fizemos o contrato em Dourados e Campo Grande com pátios para colocarmos veículos clandestinos apreendidos, haja vista que os irregulares não tem segurança, não tem vistoria e seguro para os passageiros. Então nós vamos cuidar disso, pois agora, contamos com uma Assessoria Militar aqui na Agems que vai nos apoiar para uma fiscalização mais segura para todos”, finalizou.

Veja também

A Conab elevou a estimativa devido à situação climática bem menos dramática que a estiagem prolongada do ano passado

Últimas notícias