Cotidiano / Economia

Primeiro lote de restituição o IR é liberado para consulta na segunda-feira

O lote será o maior da história em valor pago e em número de contribuintes ressarcidos, segundo o fisco

Renata Volpe Publicado em 23/05/2021, às 10h44

Segundo a Receita Federal, o lote será o maior da história em valor pago e em número de contribuintes ressarcidos
Segundo a Receita Federal, o lote será o maior da história em valor pago e em número de contribuintes ressarcidos - Agência Brasil, Reprodução

A consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2021 vai ser liberado para consulta pela Receita Federal, nesta segunda-feira (24) e dá início ao calendário de restituição de 2021. As consultas podem ser feitas no site da Receita a partir das 10h.

O lote será o maior da história em valor pago e em número de contribuintes ressarcidos, segundo o fisco. Ao todo serão pagos R$ 6 bilhões a 3,4 milhões de pessoas (3.446.038, precisamente), de acordo com informações do Valor.

Assim, o primeiro pagamento dá prioridade a idosos acima de 60 anos e pessoas com alguma deficiência física ou mental, além de pessoas com doenças graves e contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Quem vai receber no primeiro lote

  • 96.686 idosos acima de 80 anos;
  • 1.966.234 idosos entre 60 e 79 anos;
  • 127.783 pessoas com alguma deficiência física ou mental ou doença;
  • 891.421 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério;
  • 263.914 não prioritários que entregaram declarações de exercícios anteriores até 28 de fevereiro deste ano.

O pagamento será feito em 31 de maio (segunda-feira), que é também o último dia do prazo para entregar a declaração do Imposto de Renda 2021.

Calendário de restituições do Imposto de Renda 2021

1º lote31 de maio de 2021
2º lote30 de junho de 2021
3º lote30 de julho de 2021
4º lote31 de agosto de 2021
5º lote30 de setembro de 2021

Quem precisa declarar Imposto de Renda em 2021?

  • Recebeu, ao longo de 2020, mais de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis
  • Possuía, até 31 de dezembro de 2020, imóveis, veículos e outros bens com valor total superior a R$ 300 mil
  • Ganhou capital com a venda de imóveis, veículos e outros bens sujeitos à tributação
  • Ganhos de capital com operações na bolsa de valores e na bolsa de mercadorias e futuros
  • Recebeu mais de R$ 142.798,50 em renda bruta de atividade rural
  • Recebeu mais de R$ 40 mil em rendimentos isentos e não tributáveis ou tributados na fonte
Jornal Midiamax