Cotidiano / Economia

Confira o calendário da 1ª e 2ª parcela da antecipação do 13º salário do INSS

Orçamento não foi aprovado a tempo da gratificação ser paga em abril

Gabriel Maymone Publicado em 17/04/2021, às 20h59

Pagamento da 1ª parcela do 13º do INSS deve ficar somente para maio
Pagamento da 1ª parcela do 13º do INSS deve ficar somente para maio - Divulgação

O pagamento da 1ª parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) deve ficar para maio. Isso porque continua o impasse na aprovação do Orçamento da União 2021, o que impossibilita a liberação da gratificação natalina ainda em abril, como queria o governo.

A data-limite fechou no dia 15 de abril, quinta-feira, com o início da 1ª etapa de fechamento da folha de pagamento pelo Dataprev.

A antecipação do 13º salário aconteceu ano passado e se repetirá este ano. É uma decisão do governo para movimentar a economia. A previsão com a medida é injetar cerca de R$ 50 bilhões na economia, valor superior aos R$ 44 bilhões previstos em 4 meses de auxílio emergencial em 2021, por exemplo.

Agora, o INSS se prepara para a liberação dos valores nos meses de maio e junho, sendo maio referente a primeira parcela e junho a segunda parcela.

Se o governo não criar uma parcela extra, o pagamento deve ser feito junto com os salários, conforme o cronograma habitual do órgão. Dessa forma, veja como deve ficar o calendário de pagamentos do INSS:

Benefícios com valor de até um salário mínimo

FinalMaio – 1ª parcela do 13ºJunho – 2ª parcela do 13º
125/mai24/jun
226/mai25/jun
327/mai28/jun
428/mai29/jun
531/mai30/jun
601/jun01/jul
702/jun02/jul
804/jun05/jul
907/jun06/jul
008/jun07/jul

Benefícios com valor acima de um salário mínimo

FinalMaio –1ª parcela do 13ºJunho – 2ª parcela do 13º
1 e 601/jun01/jul
2 e 702/jun02/jul
3 e 804/jun05/jul
4 e 907/jun06/jul
5 e 008/jun07/jul
Jornal Midiamax