Cotidiano / Economia

Confira lista com mais 206 mil famílias que vão receber auxílio emergencial de até R$ 375

Ministério da Cidadania liberou mais inscritos após novo processamento de dados

Gabriel Maymone Publicado em 27/04/2021, às 12h38

Saiba se está na nova lista para receber o auxílio emergencial em 2021
Saiba se está na nova lista para receber o auxílio emergencial em 2021 - Agência Brasil / Arquivo

O Ministério da Cidadania incluiu mais 206.126 famílias para receberem o auxílio emergencial 2021, que será pago em 4 parcelas que podem ser de R$ 150, R$ 250 ou R$ 375, dependendo da composição familiar. Os pagamentos para este público começa no dia 16 de maio.

O valor total a ser investido pelo Governo Federal no pagamento de cada parcela para este novo público é de R$ 40,26 milhões. Destes mais de 206 mil beneficiados, 142.531 têm direito à cota de R$ 150 (pessoas que moram sozinhas), 39.719 cidadãos receberão R$ 250, enquanto 23.876 são mulheres chefes de família que sustentam a casa sozinhas e receberão a cota de R$ 375.

Para saber se está na lista, basta acessar o site www.cidadania.gov.br/auxilio e conferir se foi considerado elegível a receber o benefício.

Próximos pagamentos

Nesta terça, o pagamento do Auxílio Emergencial 2021 será feito aos aniversariantes de outubro. São 2,44 milhões de contemplados em um investimento de R$ 505,87 milhões. Com isso, o total de beneficiados do grupo do Cadastro Único e dos trabalhadores que se inscreveram no programa pelos meios digitais e que já receberam a primeira parcela chegou a 24,06 milhões de pessoas, totalizando um repasse de R$ 4,98 bilhões.

Os integrantes do Bolsa Família (PBF) com o Número de Identificação Social (NIS) final 7 que recebem o Auxílio Emergencial 2021 também terão a primeira parcela do benefício depositada nesta terça. Contando esse grupo, são R$ 2,08 bilhões destinados ao pagamento do Auxílio Emergencial 2021 para inscritos no Bolsa Família até o momento. Na soma com o público de aplicativos e Cadastro Único, já são R$ 6,97 bilhões em repasses para a primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021.

Jornal Midiamax