Cotidiano / Economia

Calendário da prova de vida do INSS finaliza nesta semana para dois grupos; Confira

O procedimento deve ser feito para impedir fraudes, crimes ou pagamentos incorretos

Mariane Chianezi Publicado em 25/07/2021, às 17h01

None

Os aposentados devem ficar atentos às datas do calendário de prova de vida divulgado pelo INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social). Nesta semana o prazo se encerra para dois grupos: para os que tinham vencimento original em maio e em junho.

Conforme indica o cronograma, nesse mês vence a obrigatoriedade para aqueles que estão com a prova vencida desde maio e junho do último ano.

  • Vencimento anterior – Vencimento atual
  • Até abril/2020 – Junho/2021
  • Maio e junho/2020 – Julho/2021
  • Julho e agosto/2020 – Agosto/2021
  • Setembro e outubro/2020 – Setembro/2021
  • Novembro e dezembro/2020 – Outubro/2021
  • Janeiro e fevereiro/2021 – Novembro/2021
  • Março e abril/2021 – Dezembro/2021
  • Maio e junho/2021 – Janeiro/2022
  • Julho e agosto/2021 – Fevereiro/2021
  • Setembro e outubro/2021 – Março/2022
  • Novembro e dezembro/2021 – Abril/2022
  • Janeiro e fevereiro/2022 – Maio/2022
  • Março e abril/2022 – Junho/2022
  • Maio e junho/2022 – Julho/2022
  • Julho e agosto/2022 – Agosto/2022

Prova de vida

A prova de vida é prevista em lei e devem fazer os aposentados, pensionistas e quem recebe outros benefícios vitalícios. Para impedir fraudes, crimes ou pagamentos incorretos.

A prova ocorre uma vez ao ano com datas para cada grupo de beneficiários com seus respectivos vencimentos. Os beneficiários devem comprovar a vida no local onde receberam o pagamento. É possível fazer a prova de vida por biometria facial no Meu INSS, um aplicativo no celular, mas é avisado no próprio programa se é possível ou não.

Para agendamento, deve ser realizado pelo Meu INSS ou pelo telefone 135. O beneficiário deve ficar atento pelo aplicativo e pelo telefone e verificar a documentação necessária para o procedimento. É importante que os documentos estejam em mãos para não impossibilitar a operação.

Jornal Midiamax