Bolsa Família 'turbinado' é afetado com prorrogação do auxílio emergencial; veja o que se sabe

Mudança prevê aumento do valor médio pago aos beneficiários do programa social
| 08/07/2021
- 11:43
Bolsa Família 'turbinado' é afetado com prorrogação do auxílio emergencial; veja o que se sabe
Mudanças no Bolsa Família devem ser adiadas - Divulgação

A reforma  do Bolsa Família que irá 'turbinar' o maior programa social do Brasil fica afetado após o anúncio de prorrogação do auxílio emergencial. Isso porque o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) já havia anunciado que as mudanças ocorreriam após o término da ajuda criada na pandemia.

A expectativa inicial era de que a reforma no ocorreria em meados de agosto, mas o ministro já anunciou que o auxílio emergencial será pago por mais três meses e pode ser estendido por mais tempo, dependendo do cenário da pandemia e do avanço da vacinação no país.

Novo Bolsa Família

Conforme as últimas declarações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o novo valor médio do programa será de R$ 300. Além disso haverá uma ampliação na faixa mínima de entrada para R$ 100 e digitalização do cadastro.

No fim de maio, em entrevista concedida à TV Brasil, a ministra-chefe da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, garantiu que o programa Bolsa Família será ampliado para atender um número maior de famílias, além de que passará por reformulação e terá também valor médio maior.

De acordo com os informes concedidos, seriam criados novos abonos e ampliado o número total de pessoas contempladas. As atuais mensalidades são:

  • Benefício Básico: Famílias em situação de extrema pobreza – R$ 89,00 mensais
  • Benefício Variável: Famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza que tenham em sua composição gestantes, nutrizes (mães que amamentam), crianças e adolescentes de 0 a 15 anos – R$ 41,00 e cada família pode acumular até 5 benefícios por mês, chegando a R$ 205,00
  • Benefício Variável Jovem: Famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza e que tenham em sua composição adolescentes entre 16 e 17 anos – R$ 48,00 por mês e cada família pode acumular até dois benefícios, ou seja, R$ 96,00
  • Benefício para Superação da Extrema Pobreza: famílias em situação de extrema pobreza. Cada família pode receber um benefício por mês – o valor é calculado a partir da renda da família.

Para o novo Bolsa Família o governo prevê a consolidação de:

  • Valor do auxílio-creche mensal para cada criança seria de R$ 52,00
  • Bônus anual para o melhor aluno de R$ 200,00
  • Bolsa mensal de R$ 100,00, mais um prêmio anual de estudante científico e técnico de destaque de R$ 1.000,00
  • Renovação nas regras de entrada e saída do programa
  • Atualização nos critérios mínimos de renda para inclusão no projeto

Veja também

A divulgação de dados econômicos fracos sobre a China provocou instabilidade no mercado financeiro de...

Últimas notícias