Cotidiano / Economia

Auxílio emergencial retroativo será pago pelo governo federal; veja quem tem direito

São mais de 34 mil pessoas que tinham direito, mas não receberam ajuda em 2020

Gabriel Maymone Publicado em 23/06/2021, às 10h13

Governo paga retroativo do auxílio emergencial
Governo paga retroativo do auxílio emergencial - Divulgação

O governo federal anunciou que irá pagar o auxílio emergencial retroativo a mais de 34 mil pessoas consideradas elegíveis, mas que não receberam o benefício de R$ 300 na extensão de 3 meses de 2020.

O programa foi criado para ajudar trabalhadores informais que sofreram com perda de renda du rante a crise causada pela pandemia do coronavírus. Inicialmente, a ajuda de R$ 600 foi depositada por 5 meses pelo governo federal. Após isso, foi aprovada extensão de R4 300 por mais três meses.

As parcelas eram destinadas aos seguintes grupos:

  • Ser trabalhador informal; ou
  • Ser trabalhador autônomo; ou
  • Beneficiário do Bolsa Família; ou
  • Estar desempregado;
  • Ser Microempreendedor Individual (MEI).

A extensão foi liberada somente a quem já fazia parte dos inscritos iniciais e que ainda permaneciam dentro das condições. 

O problema é que muitos beneficiários demoraram para ter a liberação do auxílio emergencial ou tiveram o pagamento bloqueado de forma injusta no decorrer dos meses.

Após reavaliações do Ministério da Cidadania, foram identificadas 34.629 mil pessoas estavam aptas a receberem as parcelas de R$ 300. Dessa maneira, esses beneficiários receberam todas as parcelas que tinham direito em parcela única na terça-feira (22).

Também serão pagas parcelas de R$ 600 para os cidadãos que tinham direito ao benefício, mas que tiveram o pagamento negado em 2020. Esses também receberão o retroativo em parcela única nesta terça.

Auxílio Emergencial 2021

Com o avanço da pandemia, o governo autorizou nova etapa do auxílio emergencial para 2021, com pagamento de 3 parcelas de até R$ 375, que tiveram início em abril e acabam em junho. 

Jornal Midiamax