O Ministério da Economia autorizou, na última semana, a instalação de uma nova indústria em Mato Grosso do Sul para a exploração de uma matéria prima ainda não explorada no estado. A empresa Biofaz Sugar MS Indústria de Xaropes Ltda, será instalada na ZPE (Zona de Processamento de Exportação) de Bataguassu para explorar a batata doce.

União autoriza instalação de indústria para explorar batata doce em MSA autorização foi dada na Resolução nº 12 do CZPE, publicada no DOU (Diário Oficial da União), de 17 de julho de 2020. Na mesma data, foi publicada no DOU a Resolução nº 14, que aprova o plano de trabalho da ZPE de Bataguassu.

De acordo com a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), a autorização da União trará a MS a primeira indústria de plástico biodegradável a partir da batata doce.

“São ações importantes do Governo Federal, pois a autorização para a instalação da indústria gera uma perspectiva de demanda na construção civil, com geração de empregos e movimentação na economia. Da mesma forma, a aprovação do plano de trabalho da ZPE estabelece o prazo para que em quatro anos seja feito o alfandegamento do local, com a construção da estrutura necessária para o funcionamento da Receita Federal”, comentou o secretário Jaime Verruck, titular da Semagro.

Exportação

Verruck explicou ao Jornal Midiamax que a ZPE é um espaço onde as indústrias operam com benefícios tributários, cambiais e administrativos, com contrapartida de exportar no mínimo 80% da produção, enquanto 20% ficará para o mercado interno.

“A ideia da ZPE é que se crie núcleos de processamento de exportação e por isso é isento [de tributos]. A ZPE de Bataguassu é um empreendimento privado e uma vitrine importante para que outras indústrias venham se instalar em nosso Estado”, explicou.

A indústria vai exportar xarope de dextrose de batata doce e maltodextrina de batata doce e tem 90 dias a partir da publicação da aprovação para iniciar a instalação na ZPE. A ZPE de Bataguassu pertence ao grupo EGEZPE, possui uma área total de 2 milhões de m² com capacidade de duplicar a área, que é totalmente alfandegada.

Desde 2015 o Governo do Estado trabalha ativamente para a ativação da ZPE em Bataguassu, por acreditar na importância do empreendimento para a economia regional e o potencial para levar Mato Grosso do Sul a novos mercados externos.