Cotidiano / Economia

Mães chefes de família começam a receber auxílio de R$ 600 nesta segunda

O pagamento do auxílio emergencial de R$ 1,2 mil para mães chefes de família começa nesta segunda-feira (13) que tiveram conta poupança na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil. Para receber o benefício é preciso se encaixar nos critérios definidos na lei e informar o CPF dos filhos no cadastro. Serão três parcelas. […]

Ana Paula Chuva Publicado em 13/04/2020, às 08h25 - Atualizado às 12h53

Foto ilustrativa: Marcello Casal Jr. | Agência Brasil
Foto ilustrativa: Marcello Casal Jr. | Agência Brasil - Foto ilustrativa: Marcello Casal Jr. | Agência Brasil

O pagamento do auxílio emergencial de R$ 1,2 mil para mães chefes de família começa nesta segunda-feira (13) que tiveram conta poupança na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil. Para receber o benefício é preciso se encaixar nos critérios definidos na lei e informar o CPF dos filhos no cadastro. Serão três parcelas.

A previsão de pagamento era para o lote era terça-feira (14), mas a caixa informou que nesta segundo o pagamento será feito para as mulheres chefes de família, com direito a cota dupla,  do CadÚnico que têm poupança na Caixa e conta no Bando do Brasil.

É importante lembrar que as mães solteiras ou chefes de família, podem não conseguir receber o benefício integral.  Segundo o Ministério da Cidadania, no momento do cadastro será exigido o preenchimento do número do CPF dos filhos e dependentes para os membros da família das trabalhadoras não inscritos CadÚnico e que não são beneficiários do Programa Bolsa Família.

O CPF é obrigatório, mas muitos menores de idade ainda não possuem o documento. A regra que exige o documento do dependente para o auxílio emergencial está na Portaria nº 351, do dia 7 de abril que regulamenta os procedimentos para efetuar o pagamento do auxílio que começou nesta quinta-feira, dia 9.

Além disso, a CEF (Caixa Econômica Federal) informou que o requerimento do auxílio emergencial, é necessária a informação do CPF do requerente e de todos os membros que moram no mesmo domicílio e dividem renda e despesa, independentemente da idade, no momento do cadastro.

Jornal Midiamax