Cotidiano / Economia

Passado o Dia das Crianças, Natal já começa a ‘dar as caras’ nas ruas de Campo Grande

Quem foi aos supermercados de Campo Grande nos últimos dias já deve ter notado: o Natal já está chegando. Nas gôndolas, os artigos típicos ainda não ganharam grande destaque, mas, já estão aparecendo e anunciando que 2018 já está se despedindo. Em uma das maiores redes da Capital, os panetones podem ser encontrados tanto no […]

Wendy Tonhati Publicado em 15/10/2018, às 10h08 - Atualizado às 11h30

Comércio já se prepara para o Natal. (Fotos: Marcos Ermínio)
Comércio já se prepara para o Natal. (Fotos: Marcos Ermínio) - Comércio já se prepara para o Natal. (Fotos: Marcos Ermínio)

Quem foi aos supermercados de Campo Grande nos últimos dias já deve ter notado: o Natal já está chegando. Nas gôndolas, os artigos típicos ainda não ganharam grande destaque, mas, já estão aparecendo e anunciando que 2018 já está se despedindo.

Em uma das maiores redes da Capital, os panetones podem ser encontrados tanto no setor de fabricação própria como nas marcas tradicionais. Porém, as novidades ainda não chegaram e quem está ansioso pelo sabor do Natal vai ter que se contentar com os de frutas e os chocotones.

Passado o Dia das Crianças, Natal já começa a ‘dar as caras’ nas ruas de Campo Grande
Panetones já estão disponíveis em supermercados (Fotos: Marcos Ermínio)

No Centro de Campo Grande, as lojas ainda não entraram no clima. Nas vitrines ainda é possível ver promoções remanescentes de Dia das Criança e em alusão ao Outubro Rosa – mês de conscientização do Câncer de Mama –  mas, para quem está ansioso para montar a árvores, basta dar uma caminhada para conseguir achar os artigos natalinos.

Em uma das lojas tradicionais de decoração da 14 de Julho, a vitrine já é totalmente natalina. De acordo com o responsável pela loja, Daniel Hisao, os clientes já estão buscando os artigos decorativos.

“Começamos a montar no dia 1º de outubro. Os clientes já estão comprando de todos os tipos de produtos. Também montamos a árvores no local ou é feita a decoração da árvore antiga com novos artigos. É procurado principalmente por empresas e condomínios”, explica Hisao.

Passado o Dia das Crianças, Natal já começa a ‘dar as caras’ nas ruas de Campo Grande
Loja de decoração no Centro já está preparada para atender os clientes (Fotos: Marcos Ermínio)

Segundo o empresário na loja há opções de decoração para todos os bolsos. “Tem arvorezinha enfeitada que sai por R$ 70. Entre as mais caras, pode chegar até R$ 4,5 mil”, comenta.

O Natal é a data é a mais esperada pelo comércio e na área central, a preocupação deste ano, além da situação econômica dos clientes é com as obras do Reviva Campo Grande. “Não está fácil neste ano. Ficou difícil de os clientes chegarem com as obras e ainda tem funcionário de loja que estaciona nas vagas e passa o dia inteiro”, explica.

De acordo com a Fecomércio- MS (Federação do Comércio do Estado do Mato Grosso do Sul) pesquisa sobre a expectativa de movimentação financeira no fim de ano deve ser divulgada em novembro. A Federação estima a possibilidade de geração de, aproximadamente, 2.100 empregos temporários em Campo Grande e 5.200 em Mato Grosso do Sul, 3,5% a mais na comparação ao ano passado.

Desses temporários, segundo a Fecomércio-MS, pode ser que haja a inclusão do trabalho intermitente, principalmente, em lojas âncoras, supermercados e similares. Apesar de uma projeção favorável, têm-se algumas incertezas, como as obras do Reviva Campo Grande e as eleições, que poderão influenciar na efetividade desse leve crescimento nas contratações.

Jornal Midiamax