Aplicativo oferece gasolina a R$ 3,27 e provoca correria e fila em posto de Campo Grande

Litro foi vendido a R$ 3,272
| 15/05/2018
- 22:15
Aplicativo oferece gasolina a R$ 3,27 e provoca correria e fila em posto de Campo Grande

A fila de se perder de vista e a demora de até 40 minutos no atendimento não foram suficiente para desanimar dezenas de motoristas que na tarde desta terça-feira (15), lotaram um posto de combustíveis localizado na Rua Trindade, em Campo Grande. A procura muito acima do comum foi resultado de um desconto de 20% no valor do para clientes de um aplicativo para celular.

Na unidade, o preço cobrado em dias normais é de R$ 4,09, com o desconto oferecAplicativo oferece gasolina a R$ 3,27 e provoca correria e fila em posto de Campo Grandeido, cada litro de gasolina saia a R$ 3,272. Diferença que fez com que três filas de automóveis se formassem numa extensão de aproximadamente um quarteirão.

“Eu vi no aplicativo e achei que era uma pegadinha pelo tamanho do desconto. Fechei minha loja e vim abastecer”, conta o comerciante Aparecido Carlos, de 53 anos. O cliente lembra com saudade do ano passado em que enchia o tanque do carro com R$ 200 reais. Agora, segundo ele, fazer o mesmo não sai por menos de R$300.

Aplicativo oferece gasolina a R$ 3,27 e provoca correria e fila em posto de Campo GrandeA estudante de medicina Lilian Almeida, de 31 anos também não perdeu a oportunidade. De acordo com ela, os R$ 200 reais que coloca mensalmente de gasolina no carro têm rendido cada vez menos combustível.

A promoção começou às 15 horas e desde então a movimentação já começou a crescer no posto de combustíveis. O desconto será dado a clientes do aplicativo beblue até às 21 horas.

Na hora de abastecer, o cliente cadastrado informa o CPF e o desconto de 20% fica acumulado.

Aplicativo oferece gasolina a R$ 3,27 e provoca correria e fila em posto de Campo Grande  Aplicativo oferece gasolina a R$ 3,27 e provoca correria e fila em posto de Campo Grande

Veja também

Ritmo havia sido interrompido pela pandemia da covid.

Últimas notícias