Custo maior anula efeito de safra recorde de soja em MS

Foram 8,4 milhões de toneladas
| 20/04/2017
- 21:50
Custo maior anula efeito de safra recorde de soja em MS

Foram 8,4 milhões de toneladas

Os 8,497 milhões de toneladas de soja colhidos em Mato Grosso do Sul durante a 2016/2017 é o novo record do estado para do grão. O montante atingiu a marca de 56,2 sacas de soja por hectare de produtividade. Mas, com o custo no processo de plantio, os produtores saíram com os bolsos vazios.

O resultado já era previsto pela Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul) desde o início do plantio, entretanto, conforme a entidade, a expectativa foi superada. O resultado é 9,1% superior à média de produtividade registrada na safra anterior (2015/2016). Em relação à produção total, a quantidade produzida nesta safra foi 11,8% superior às 7,601 milhões de toneladas colhidas na safra passada.

Segundo o presidente da Aprosoja/MS, Christiano Bortolotto, mesmo que o Estado seja beneficiado economicamente com os resultados, pois ocasiona maior arrecadação, o processo foi oneroso ao produtor. “No entanto, a situação é muito preocupante. Os números são positivos, mas a safra é muito ruim, péssima, em termos de rentabilidade. Alcançamos a produção de um grande volume de grãos, mas essa produção custou muito, saiu muito cara ao produtor”, afirma, clamando por valorização da commodity. “O agricultor está saindo de bolso vazio desta safra, e isso só vai mudar se os preços pagos pela soja melhorarem”, finaliza.

Entre os municípios sul-mato-grossenses, Maracaju continua à frente da produção da oleaginosa no Estado. Nesta safra 2016/2017, o município colheu 903 mil toneladas do grão, continuando à frente da cidade de Ponta Porã, segunda maior produtora, com 669 mil toneladas colhidas. Na safra 2015/2016, Maracaju alcançou volume de 842 mil toneladas e, Ponta Porã, 608 mil toneladas.

Confira o ranking dos cinco principais municípios produtores:

1- Maracaju: produção de 903.118 toneladas e produtividade de 58 sc/ha
2- Ponta Porã: produção de 669.401 toneladas e produtividade de 54,8 sc/ha
3- Sidrolândia: produção de 614.181 toneladas e produtividade de 52,9 sc/ha
4- Dourados: produção de 588.553 toneladas e produtividade de 56,5 sc/ha
5- Aral Moreira: produção de 406.468 toneladas e produtividade de 60,5 sc/ha

Veja também

MS agora tem instalado, no município de Rio Negro, um investimento de R$ 19 milhões

Últimas notícias