Cotidiano / Economia

Setor de serviços de MS recua 1,5% e alcança 6º pior resultado do país

Serviços prestados às famílias tem maior queda

Midiamax Publicado em 11/08/2016, às 11h57

None
onibus-87.jpg

Serviços prestados às famílias tem maior queda

O volume do setor de serviços de Mato Grosso do Sul recuou 1,5% em junho, de acordo com os dados divulgados nesta quinta-feira (11) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O resultado deixou o Estado em 6º lugar de pior desempenho do país.

Em um ano, a queda foi de 7,7% no Estado, também um dos piores resultado do Brasil, atrás de Amazonas (15,1%), Amapá (14,8%), Mato Grosso (13,1%), Sergipe (11,9%) e Maranhão (9,7%).

No país, o volume do setor de serviços caiu 0,5% em relação a maio e 3,4% em comparação ao mesmo período do ano passado. A receita nominal em junho recuou 0,3% em relação a maio e 0,6%, na comparação com junho de 2015. A taxa acumulada no ano ficou em 0,2% e, em 12 meses, 0,3%.

Por atividade, em relação a maio de 2016, foram observados crescimentos nos segmentos de serviços de informação e comunicação (0,2%) e transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio (0,1%).

Já as quedas estão nos segmentos de serviços prestados às famílias (-0,5%), serviços profissionais, administrativos e complementares (-0,4%) e outros serviços (-1,5%). O agregado especial das atividades turísticas apresentou variação -0,6%, na comparação com o mês imediatamente anterior.

servicos-ibge-tabela.jpg

Jornal Midiamax