Cotidiano / Economia

Prefeitura abre seleção de empresas para incubadoras municipais

Empresas sociais, têxteis e tecnológicas podem participar 

Ludyney Moura Publicado em 01/03/2016, às 11h29

None
0c5d793.png

Empresas sociais, têxteis e tecnológicas podem participar 

Empresários do setor tecnológico, de confecção têxtil e empreendimentos e empresas caracterizados como negócios sociais, podem se candidatar para participar do SMIE (Sistema Municipal de Incubação de Empresas), ligado à Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, de Ciência e Tecnologia e Agronegócio).

A seleção foi publicada no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta terça-feira (1), e abre seleção para as incubadoras municipais Francisco Giordano Neto e Mario Covas.

Segundo a publicação, a intenção da prefeitura é oferecer ‘suporte em infra-estrutura, consultoria, instrutoria, apoio técnico e de gestão para o desenvolvimento e maturação dos negócios, visando o alto nível de qualidade e continuidade das empresas no mercado’.

De acordo com a prefeitura, podem participar empresas nas modalidades ‘Empreendimento’ (pessoa física – negócio em fase de formalização), ‘Empresa’ (pessoa jurídica – negócio em desenvolvimento, devidamente formalizada com registro nos órgãos competentes), ‘Pré-Incubação’ ( modalidade onde o empreendimento ou empresa recebe, fora das dependências da incubadora, o apoio na elaboração do plano de negócio, por um período de até 03 (três) meses, após avaliação, poderá ou não continuar participando do sistema municipal de incubação), ‘ Incubação Residente’ (modalidade onde o empreendimento ou empresa é instalada em uma das salas de 35m² ou 70m² da Incubadora, recebe o apoio técnico e de gestão, instrutoria e consultorias, ficando como incubado na Incubadora, por um período de até 24 meses), ‘Incubação Coletiva’ ( modalidade onde o empreendimento ou empresa é instalado em uma estação de trabalho , em sala compartilhada com outras incubadas, recebe apoio técnico e de gestão, instrutoria e consultorias, ficando como incubado na incubadora,por um período de até 24 meses) e ‘Incubação à Distância’ (modalidade onde a empresa já possui estrutura física e recebe da Incubadora apoio técnico e de gestão, instrutoria e consultorias, por um período de até 24 meses).

Demais detalhes de seleção e inscrição podem ser vistos nas páginas 3 e 4 do Diogrande (AQUI)

Jornal Midiamax