Cotidiano / Economia

Dólar sobe pelo 2º dia e volta a fechar acima de R$ 4; no mês, recua 0,52%

Na sexta-feira, havia subido 1,21%

Diego Alves Publicado em 29/02/2016, às 21h07

None
nota-de-dolar-11.jpg

Na sexta-feira, havia subido 1,21%

O dólar comercial operou em baixa durante a maior parte do dia, mas virou no final da tarde e fechou esta segunda-feira (29) em alta de 0,15%, cotado a R$ 4,004 na venda. Com isso, a moeda norte-americana volta a fechar acima dos R$ 4 pela primeira vez desde 19 de fevereiro. Esse foi o segundo avanço seguido do dólar. Na sexta-feira, havia subido 1,21%.

Apesar de subir no dia, a moeda encerrou fevereiro com desvalorização de 0,52%, após três meses seguidos de alta. No ano, no entanto, acumula valorização de 1,41%.

Estímulos na China

Investidores estavam otimistas com as novas medidas anunciadas pela China para tentar estimular a economia. No entanto, a queda das Bolsas chinesas e do yuan limitou o otimismo no mercado.

Além disso, alguns investidores evitavam vender dólares após a reunião do G20, das 20 maiores economias do mundo, não resultar em estímulos concretos para a economia global, que vem dando sinais de fraqueza neste ano.

Preocupações com o Brasil

Investidores continuavam preocupados com o cenário político e econômico no Brasil. O banco Barclays ressaltou em relatório que a prisão do marqueteiro João Santana, as críticas do PT ao ajuste fiscal do governo e sinais de afastamento dos movimentos sociais aumentariam as chances de impeachment da presidente Dilma Rousseff. 

O mercado tem reagido positivamente à possibilidade de mudanças no governo, mas analistas ressaltam que um impeachment pode resultar em um quadro pouco favorável para reformas econômicas.

Jornal Midiamax