Cotidiano / Economia

Dívidas no comércio superam R$ 21 milhões e deixam 37 mil com ‘nome sujo’

Dourados tem 40% da população economicamente ativa com dívidas

Midiamax Publicado em 11/08/2016, às 11h38

None
mao_do_braz.jpg

Dourados tem 40% da população economicamente ativa com dívidas

O comércio de Dourados, município a 228 quilômetros de Campo Grande, tem um rombo superior a R$ 21 milhões em dívidas não pagas pelos consumidores. São mais de 37 mil pessoas com o ‘nome sujo’ na cidade. Esse cenário exigiu a intervenção do Procon (Programa Municipal de Defesa do Consumidor), que vai intermediar a negociação desses débitos através da campanha “Saindo do Sufoco II”, a ser lançada sexta-feira (12).

Segundo a Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados), que é parceira dessa ação, o SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) tem atualmente 37.077 pessoas inscritas na segunda maior cidade do Estado, o equivalente a 40% da população economicamente ativa. Juntos, esses consumidores devem R$ 21.368.642,98.

E esse montante em dívidas tem crescido. Conforme a Associação, de 1º de janeiro a 31 de julho deste ano 14.444 débitos foram incluídos no SCPC. São R$ 9.134.187,50 que o comércio local deixou de receber por causa da inadimplência. Houve aumento no comparativo com o mesmo período de 2015, quando foram negativados 13.880 débitos equivalentes a R$ 7.593.813,47.

Esse cenário marcado pelo endividamento crescente exigiu a intervenção do poder público. A exemplo do que ocorreu no ano passado, o Procon vai atuar para garantir que essas dívidas sejam pagas. Por meio da campanha “Saindo do Sufoco II”, uma continuação da promovida em 2015, o órgão vai receber inadimplentes e ajudar na negociação dos débitos junto ao comércio local.

Entre os dias 15 de agosto e 15 de setembro, o Procon vai receber consumidores inadimplentes que poderão apresentar suas dívidas e o nome da empresa credora, que será acionada pelo Programa Municipal de Defesa do Consumidor na busca por uma negociação.  “Cliente e empreendimento mostram suas propostas e contrapropostas, até que ambos cheguem num acordo amigável que fique interessante financeiramente aos dois lados. A ida do cliente ao Procon não gera queixa para a empresa”, informa a Aced.

A Associação Comercial e Empresarial atua em parceria, já que é parte interessada em ver essas dívidas pagas e o dinheiro circulando na economia local. “Quando o empresário faz a adesão prévia à campanha, o processo de renegociação é facilitado. Na primeira edição da campanha, realizada no ano passado, 95% dos casos que chegaram ao Procon resultaram em negociação de dívidas. Esse índice foi possível porque as empresas se engajaram no projeto oferecendo facilidades a quem estava disposto a pagar as contas em atraso”, esclarece a entidade.

Um dos fatores que motivam o empresariado nessa campanha é a disposição que os consumidores douradenses têm demonstrado para quitar as dívidas. De acordo com a Aced, de 1º de janeiro a 31 de julho deste ano foram canceladas do SCPC 8.696 dívidas, R$ 8.460.166,73, montante que representa o dobro do mesmo período de 2015, quando 8.005 débitos foram cancelados com o pagamento de R$: 4.233.123,02.

A campanha Saindo do Sufoco II será lançada na sexta-feira, às 07h30, no Auditório Aced. A entidade orienta que as empresas façam o quanto antes a adesão à campanha, entrando em contato diretamente com o Procon pelo telefone (67) 3411-7754 (falar com Rógina) de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 13h30, ou pelo [email protected]

Jornal Midiamax