Cotidiano / Economia

Banco do Brasil vai fechar 4 agências em MS e tentar aposentar 202 funcionários

Reestruturação irá desativar 402 agências no Brasil

Wendy Tonhati Publicado em 21/11/2016, às 13h33

None
banco-do-brasil-fachada-grande.jpeg

Reestruturação irá desativar 402 agências no Brasil

O Banco do Brasil anunciou, no último domingo (20), uma reestruturação que reduzirá o número de agências e oferecerá um plano de aposentadoria incentivada para até 18 mil funcionários. Em Mato Grosso do Sul, o banco pretende incentivar a aposentadoria de 202 empregados.

Do total de 86 agências e 17 postos de atendimento, quatro agências serão encerradas e outras quatro serão transformadas em postos de atendimento.

O banco não detalhou em quais cidades as agências serão fechadas. No Mato Grosso do Sul são 103 unidades de atendimento, sendo 86 agências e 17 postos de atendimento. O banco possui atualmente 1381 funcionários no Estado.

Com a reorganização das unidades, o Banco do Brasil estima redução anual de R$ 750 milhões em despesas. Já com relação a adesão ao plano de aposentadoria, que é voluntária, o banco não tem uma estimativa oficial da economia que será feita. 

Em comunicado, o Banco do Brasil informou que o encerramento das agências e a implantação das demais medidas ocorrerá ao longo de 2017 e será precedido por ampla comunicação aos clientes em canais diversificados, como o site www.bb.com.br/novoatendimento, SMS, aplicativo para celular, terminais de autoatendimento, além de correspondências e cartazes nas agências.

O conjunto de medidas vai servir para ampliar o investimento no atendimento digital e aumentar a eficiência operacional. A ideia é incentivar os serviços eletrônicos e digitais, diante da mudança de perfil dos clientes. 

“A estratégia de ampliação do atendimento por canais digitais prevê a abertura, ainda em 2017, de mais 255 unidades de atendimento digital, entre escritórios e agências digitais, que irão se somar às 245 já existentes. Essas unidades digitais já atendem a 1,3 milhão de clientes, com expectativa de chegar a 4 milhões até o final de 2017”, informou o Banco do Brasil. 

Jornal Midiamax