Cotidiano / Economia

PIB agropecuário cairá 2% com racionamento de água no Sudeste

Região Sudeste perderia R$ 22,5 bilhões em um ano

Clayton Neves Publicado em 24/02/2015, às 16h47

None
1421675696716.jpg

Região Sudeste perderia R$ 22,5 bilhões em um ano

Analistas da GO Associados calculam que, se houver racionamento de água na região Sudeste, o PIB da agropecuária nacional pode ter uma queda de 2% em um ano.

Os analistas Fabio Silveira e Rubens Santos, em relatório ao mercado, calcularam que, se o racionamento de consumo de água na região Sudeste implicar em uma diminuição do consumo de água em 10% na zona rural durante 12 meses, a receita anual da agropecuária da região teria queda de R$ 22,5 bilhões.

Nessas condições, a receita anual da agropecuária nacional recuaria 5%, passando de R$ 450 bilhões para R$ 427,5 bilhões, enquanto o PIB do setor no país cairia cerca de 2%.

Os cálculos levam em consideração que o segmento rural no Sudeste consome aproximadamente 5 trilhões de litros de água por ano, o que representa 88% do consumo da região ou 50% do consumo total do país.

Ainda conforme Silveira e Santos, somente o sistema de irrigação (no qual se evapora 60% da água consumida) em atividades como cana-de-açúcar, soja, milho, café, feijão, laranja, entre outros, consome 4,0 trilhões de litros de água/ano (40% do total da região).

Já o consumo do segmento animal (bovino, frango e suíno) gira em torno de 1 trilhão de litros de água/ano ou 10% do total. No âmbito nacional, o sistema de irrigação agrícola consome 7,3 trilhões de litros de água por ano, equivalente a 72% do consumo total (10,1 trilhões de litros/ano).

Jornal Midiamax