Cotidiano / Economia

Mais da metade dos campo-grandenses não deve viajar neste carnaval

Mesmo sem tradição carnavalesca, estado deve movimentar neste feriado R$ 78 milhões

Thatiana Melo Publicado em 13/02/2015, às 15h22

None
carnaval.jpg

Mesmo sem tradição carnavalesca, estado deve movimentar neste feriado R$ 78 milhões

Pesquisa feita pela Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços, Turismo de Mato Grosso do Sul) aponta que 68% dos campo-grandenses escolheram ficar em casa neste feriado de carnaval. Mas, a economia local deve ter um  movimento em torno de R$ 39 milhões.

 “O percentual é maior que do ano passado 64%, das pessoas que vão ficar em casa, muito também pelo fato do aumento da gasolina, que ajuda a desestimular a saída, a alta taxa de juros, e pela questão cultural”, explica a economista Regiane Verdéck.

Apesar do estado não ter uma tradição carnavalesca, a economia deve ter uma movimentação de R$ 78 milhões. Número bem expressivo para esta época do ano, quando as contas ainda estão acumuladas. Quem vai viajar segundo a pesquisa pretende gastar em torno de R$ 644, já para quem vai ficar em casa, o gasto médio não deve ultrapassar R$ 144.

“Os setores de hotelaria, restaurante irão ter mais lucros nesta época, apesar do consumo estar retraído, a parcela de 47% da população que gosta da festa acaba movimentando a economia em detrimento daquela parcela de 50%, que não gosta de carnaval”, fala a economista.

Ainda de acordo com a pesquisa 29% das pessoas pretendem descansar neste feriado, 12% devem curtir o carnaval, os que pretendem viajar são 14%, e 16% devem ficar em casa, já 9% da população vai passar a festa de carnaval trabalhando.

Jornal Midiamax