Cotidiano / Economia

Indústrias de Mato Grosso do Sul voltam a apresentar queda na geração de emprego

Campo Grande registrou queda de 86 vagas de trabalho no mês de março

Thatiana Melo Publicado em 04/05/2015, às 16h06

None
industrias.jpg

Campo Grande registrou queda de 86 vagas de trabalho no mês de março

Indústrias do Estado apresentam mais uma vez queda na geração de empregos, vindo a registrar saldo negativo de 424 vagas, onde as maiores reduções foram apresentadas na construção civil, com menos 342, metalurgia com menos 130, têxtil e vestuário com menos 97, e alimentícios e bebidas  com manos 65 postos de trabalhos abertos.

De acordo com a pesquisa feita pelo Radar Industrial da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul) apenas 48 vagas foram criadas no mês de março, sendo que no acumulado foi registrado 718 aberturas de vagas de trabalho.

Segundo a pesquisa feita o desempenho na abertura de empregos é o menor entre os períodos de 2005 a 2015, de janeiro a março deste ano é 92% menor que o resultado histórico obtido no período. Março terminou com 133. 397 trabalhadores empregados  uma queda de 0,29% em relação a fevereiro.

Ainda segundo a pesquisa, o município de Três Lagoas foi o que mais apresentou saldo negativo, com menos 824 postos de trabalho, seguido por Caarapó 257, Água Clara menos 93 vagas de trabalho e Campo Grande com menos 86 vagas de trabalho.

Jornal Midiamax