Cotidiano / Economia

IBGE estima safra recorde de 209 milhões de toneladas em 2015

Resultado representa aumento de 8,1% em relação à produção do ano passado

Gerciane Alves Publicado em 11/08/2015, às 16h53

None
safra.jpeg

Resultado representa aumento de 8,1% em relação à produção do ano passado

A safra brasileira de grãos deve atingir um recorde de 209 milhões de toneladas neste ano, segundo o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de julho, divulgado nesta terça-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O resultado representa aumento de 8,1% em relação à produção de 2014, quando totalizou 193,3 milhões de toneladas. O valor ainda é 1,3% maior do que o previsto em junho, com 2,6 milhões de toneladas a mais. Esta é a maior previsão já feita na história da pesquisa, cuja série teve início em 1975.

Em termos de área, o Brasil deve colher 57,7 milhões de hectares na safra de grãos neste ano, segundo o levantamento. A área será 2,1% maior do que a colhida em 2014, quando totalizou 56,5 milhões de hectares. Em relação a junho, a projeção teve aumento de 79,564 mil hectares. Arroz, milho e soja, os três principais produtos da safra, somam 92,2% da estimativa da produção e respondem por 86,3% da área a ser colhida.

O aumento na estimativa de safra apresentado no LSPA de julho se deve principalmente às culturas de milho de segunda safra e de laranja. Ambas tiveram um acréscimo próximo a 2,5 milhões de toneladas na comparação com junho.

“Estamos usando melhor a área agricultável do país, produzindo mais na mesma área”, disse o diretor da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), João Marcelo Intini. O diretor argumentou ainda que o milho da segunda safra ter superado a primeira é uma tendência que está se consolidando. “Tivemos ampliação de mais de 5 milhões de toneladas no milho segunda safra”, calculou.

Conab – Já a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), que adota outra metodologia, estima uma safra também recorde de 208,8 milhões de toneladas na safra 2014/15. O resultado representa aumento de 7,9%, ou 15,2 milhões de toneladas, em comparação com a temporada anterior, 2013/14, que foi de 193,62 milhões de toneladas.

Jornal Midiamax