Cotidiano / Economia

Governo quer vacinar 19 milhões de cabeças de gado contra a febre aftosa

O Estado tem o quarto maior rebanho bovino do Brasil

Diego Alves Publicado em 12/04/2015, às 00h15

None
wmx-600x401x4-5526c827222164d1270e648ee18917f469d948ace9a85.jpg

O Estado tem o quarto maior rebanho bovino do Brasil

A campanha estadual de vacinação contra a febre aftosa deve imunizar aproximadamente 19 milhões de cabeças de gado, disse na quarta-feira o diretor-presidente da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), Luciano Chiocheta, em entrevista ao Jornal do Rádio da Educativa FM e Jornal da TVE.

“Fez sombra tem que vacinar”, reforçou o dirigente da Iagro, lembrando que a orientação do governador Reinaldo Azambuja é reforçar a imunização para assegurar o status sanitário de Mato Grosso de garantir a participação do Estado nos mercados interno e externo da carne.

O Estado tem o quarto maior rebanho bovino do Brasil e é o segundo em abate. São 9 milhões de cabeças destinadas à indústria frigorífica por ano.

Segundo Luciano Chiocheta, a Iagro vem cumprindo à risca todas as etapas de controle sanitário, tanto do rebanho e principais culturas quanto da cadeia agroindustrial. Neste ano a vacinação começa pela região de fronteira, que é mais vulnerável.

“Nos últimos anos atingimos todas as metas de vacinação e podemos até desmobilizar gradativamente as ZAV (Zonas de Alta Vigilância)”, prognosticou Chiocheta.

Luciano Chiocheta e o gerente da área de Sanidade Vegetal, Félix Castre falaram das ações do governo na área de defesa agropecuária, observando que por orientação do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), a atenção segue redobrada na fronteira, onde o Estado disponibiliza a vacina aos pequenos criadores e fiscaliza com rigor o trânsito de animais.

A Iagro mantém veterinários em todos os municípios e disponibiliza também aos produtores o disque-aftosa – 0800 679120 – para esclarecer dúvidas e orientar os pecuaristas.

Calendário de Vacinação

A vacinação na região de fronteira começou no dia 1º de abril e vai até 15 de maio. Nessa área, os produtores têm até 1º de junho para fazer o registro do número de animais imunizados.

Na região do planalto, a vacinação acontece de 4 de maio a 8 de junho. O registro deve ser feito até 23 de junho. Já na região do Pantanal, a campanha começa em 4 de maio e vai até 17 de junho, com prazo para registro até 2 de julho.

Segundo o diretor-presidente da Iagro, também é obrigatória em todo o Estado a vacinação contra a Brucelose para fêmeas bovinas e bubalinas com idade entre três e oito meses, com a aplicação de uma única dose da vacina B19, em procedimento que deve ser realizado por um médico veterinário credenciado.

Em qualquer situação, os produtores têm até 15 dias após o fim do período de vacinação para fazer o registro pelo site da Iagro, no endereço http://www.iagro.ms.gov.br. Mais informações podem ser obtidas nos escritórios locais da Iagro ou pelo disque-aftosa – 0800 67 9120.

Jornal Midiamax