Cotidiano / Economia

Governo diminui teto da meta da inflação para 2017

A meta de inflação segue no patamar de 4,5% desde 2005

Diego Alves Publicado em 26/06/2015, às 00h44

None
negocios-macro-cmn-banda.jpg

A meta de inflação segue no patamar de 4,5% desde 2005

O Conselho Monetário Nacional (CMN) fixou a meta de inflação medida pelo IPCA em 4,5% ao ano para 2017, mas alterou a margem de tolerância para 1,5 ponto percentual para mais ou para menos, ante dois pontos anteriormente, divulgou o Ministério da Fazenda nesta quinta-feira (25). Com isso, o teto da meta passará a ser de 6%.

A meta de inflação segue no patamar de 4,5% desde 2005, quando a banda era de 2,5 pontos percentuais. A tolerância de 2 pontos passou a valer em 2006.

Juros de Longo Prazo

O Conselho Monetário Nacional (CMN) elevou a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) para 6,5% ao ano, nível que será válido para o terceiro trimestre de 2015, divulgou o Banco Central nesta quinta-feira.

A TJLP é usada para corrigir empréstimos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A taxa havia sido elevada para 6% ao ano para o segundo trimestre de 2015, seguindo diretriz da equipe econômica de reduzir os subsídios do governo em momento de aperto fiscal para reequilíbrio das contas públicas.

Jornal Midiamax