Cotidiano / Economia

Campo Grande é única capital que registrou deflação em setembro

IPCA teve queda de 0,28% no mês

Midiamax Publicado em 07/10/2015, às 16h58

None
conta-energia.jpg

IPCA teve queda de 0,28% no mês

O preço da energia elétrica diminuiu em setembro, em 6,80%, o que refletiu no IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de Campo Grande. No mês analisado, segundo levantamento do IBGE (instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a queda foi de 0,28%, alcançando a única deflação do país. Em agosto, a Capital tinha registrado inflação de 0,25%.

De acordo com o IBGE, o item apresentou queda devido à redução nas alíquotas de PIS/COFINS. Também houve queda nos preços dos combustíveis (-3,20%). O litro da gasolina ficou 3,23% mais barato e o do etanol, 7,97% em setembro.

A variação do IPCA foi resultado de diminuições dos grupos: Habitação (-1,03%), Transportes (-0,91%), Vestuário (-0,09%) e Alimentação e Bebidas (-0,05%). Aumentos nos preços foram registrados nos itens: Artigos de residência (+0,93%), Saúde e Cuidados Pessoais (+0,50%) e Educação (+0,27%).

O item que registrou o maior aumento no grupo Habitação foi o botijão de gás, importante despesa das famílias, que subiu 9,03% em setembro na Capital.

Quanto ao INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), a Capital também foi a única a ter queda nos preços, -0,18%. Diminuições foram registradas nos grupos: Despesas Pessoais (-0,93%), Habitação (-0,67%), Transportes (-0,50%), Comunicação (-0,21%), Vestuário (-0,09%). Já Artigos de Residência (+0,92%), Educação (+0,55%), Saúde e Cuidados Pessoais (+0,25%), Alimentação e Bebidas (+0,13%) tiveram aumentos.

Para cálculo do índice do mês foram comparados os preços coletados no período de 28 de agosto a 28 de setembro de 2015 (referência) com os preços vigentes no período de 30 de julho a 27 de agosto de 2015 (base). 

Jornal Midiamax