Cotidiano / Economia

Ação da Vale despenca 8% e puxa 4ª queda seguida da Bolsa; Petrobras recua

O índice teve baixa de 0,82%, a 47.645,87 pontos. Na véspera, a Bolsa tinha caído 0,2%. 

Clayton Neves Publicado em 14/01/2015, às 20h43

None
vale_brasil.jpg

O índice teve baixa de 0,82%, a 47.645,87 pontos. Na véspera, a Bolsa tinha caído 0,2%. 

As ações da Vale despencaram 8% nesta quarta-feira (14) e puxaram a quarta queda seguida do Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira. O índice teve baixa de 0,82%, a 47.645,87 pontos. Na véspera, a Bolsa tinha caído 0,2%. 

Os papéis ordinários da mineradora (VALE3), com direito a voto, perderam 8,04%, a R$ 20,70. Os preferenciais (VALE5), com prioridade na distribuição de dividendos, tombaram 7,77%, a R$ 18,40. 

O preço do minério de ferro na China caiu próximo do menor nível em mais de cinco anos. O Citibank cortou a projeção para o minério de US$ 65 para US$ 58 a tonelada em 2015.

As ações da Petrobras, que assim como as da Vale têm grande peso sobre o Ibovespa, também tiveram queda expressiva. As ações ordinárias (PETR3) recuaram 3,74%, a R$ 8,50. As preferenciais (PETR4), caíram 2,89%, a R$ 8,74. 

Dólar tem 2ª queda seguida e vai a R$ 2,621

No mercado de câmbio, o dólar comercial teve a segunda queda seguida, com perda de 0,59%, a R$ 2,621 na venda. Com isso, a moeda norte-americana se mantém com o menor valor de fechamento desde 10 de dezembro do ano passado, quando valia R$ 2,613. 

Na véspera, o dólar tinha caído 1,17%. 

Bolsas internacionais

As Bolsas de Valores da Europa fecharam em queda, com exceção de Portugal, que avançou 1,38%. A baixa mais expressiva da região foi da Inglaterra, que recuou 2,35%. A Bolsa da Alemanha caiu 1,25%, e a da França perdeu 1,56%. O mercado de ações da Espanha registrou baixa de 1,2%, e o da Itália teve desvalorização de 1,59%.

Na Ásia e no Pacífico, as principais Bolsas também fecharam em queda. A Bolsa do Japão caiu 1,71%, enquanto a de Sydney, na Austrália, recuou 0,95%. Taiwan fechou em queda de 0,56%; Cingapura perdeu 0,45%; Hong Kong caiu 0,43%; a Bolsa de Xangai, na China, teve baixa de 0,37%; e a da Coreia do Sul cedeu 0,18%.

Jornal Midiamax